Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 25 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Tradicional festival gastronômico tem edição com delivery 

DELIVERY

Shutterstock | travelerpix

Octavio Messias - publicado em 04/08/21

Comida di Buteco, o maior concurso de petiscos do Brasil, acontece em 21 cidades 

Em tempos de restrições e distanciamento social por conta da pandemia, que falta não faz sentar em uma mesa na calçada e saborear um verdadeiro prato ou petisco de boteco. Essa é a proposta do Comida Di Buteco (assim mesmo, com I e com U para ressaltar a simplicidade e a autenticidade mineiras), criado em Belo Horizonte, a capital nacional do boteco, há 21 anos, que atualmente acontece em 21 cidades nas cinco regiões do país.

Depois de ter a edição do ano passado cancelada por conta do surto de Covid-19 e a deste ano adiada quatro vezes, a organização achou por bem realizar o evento com a opção de delivery, de modo que o público possa saborear as iguarias sem se arriscar. O Comida di Buteco começou na última sexta-feira (30), vai até  29 de agosto em cinco capitais (Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Goiânia e Salvador) e até o dia 22 nas demais cidades participantes. Na edição 2019, foram servidos cerca de 500 mil petiscos em 600 botecos. 

COMO FUNCIONA

No site oficial do Comida Di Buteco (confira abaixo) estão listados os bares inscritos, sendo que cada um criou um prato especialmente para a competição. Pela própria página do evento é possível reservar uma mesa ou obter o número de telefone do estabelecimento para pedir em domicílio. Todos os pratos que concorrem estão listados no site e têm o preço fixo de R$ 27. Depois de saborear o pedido, cada cliente pode votar de 1 a 10 levando em conta quatro quesitos: petisco, atendimento, higiene e temperatura da bebida. Só quem degustar o prato no local tem o direito de votar. Terminado o prazo do festival, um júri especial visita os vencedores de cada cidade para eleger o melhor petisco do Brasil. 

COLABORAÇÃO

Só em São Paulo constam 53 estabelecimentos, como a Casa do Norte Luizão, por exemplo, que fica no bairro Santa Cecília e se inscreveu com o prato Se-nou-sabi, um purê de cenoura gratinado com queijo coalho e um toque de wasabi servido sobre carne seca desfiada, salteada no alho com manteiga de garrafa e molho de tomates frescos com um toque de manjericão. Por conta dos prejuízos da pandemia, o evento ainda lançou o movimento Salve os Butecos, uma espécie de fundo colaborativo em que cada interessado doa o quanto quiser e o acumulado será dividido igualmente entre todas as casas participantes.

VEJA AS CIDADES ONDE O EVENTO É REALIZADO

Belém (PA)

Belo Horizonte (MG)

Brasília (DF)

Campinas (SP)

Curitiba (PR)

Florianópolis (SC)

Fortaleza (CE)

Goiânia (GO)

Juiz de Fora (MG) 

Manaus (AM)

Montes Claros (MG)

Poços de Caldas (MG)

Porto Alegre (RS)

Recife (PE)

Ribeirão Preto (SP)

Rio de Janeiro (RJ)

Salvador (BA)

São José do Rio Preto (SP)

São Paulo (SP)

Uberlândia (MG)

Vale do Aço (MG)

www.comidadibuteco.com.br

Tags:
Pandemia
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia