Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 19 Setembro |
Santos Mártires coreanos (AndréKim Taegon, Paulo Chong Hasang e 101 companheiros)
home iconEstilo de vida
line break icon

Orgasmo: condição essencial para a intimidade do casal?

SEKSUALNOŚĆ

North_gear | Shutterstock

Mathilde de Robien - publicado em 05/08/21

O orgasmo simultâneo é um mito? Como falar sobre isso com o cônjuge? É uma condição para uma intimidade do casal? Uma relação sexual pode ser satisfatória sem o orgasmo?

A questão do orgasmo no ato sexual é, muitas vezes, um tabu para o casal. Os cônjuges não falam sobre isso e acabam sofrendo uma dupla pressão: conseguir atingir o orgasmo e ter o orgasmo segundo os ditames impostos pela sociedade. 

Isso, de fato, é um requisito de desempenho bidirecional que pode conter o desejo masculino, por medo do fracasso, ou até mesmo levar a pretextos, como simulação feminina. “O lugar decisivo dado ao orgasmo no sucesso sexual do casal abrandaria a liberdade de expressão sobre o assunto, em particular entre os sujeitos em fase de construção da sua sexualidade e/ou no início de uma relação”, explica François Kraus, diretor do departamento de Política/Notícias do Instituto Francês de Opinião Púlica (Ifop) à luz dos resultados de um estudo conduzido pelo departamento de “Gênero, sexualidades e saúde sexual” em fevereiro de 2019.

Mas com o devido respeito aos sexólogos, a harmonia sexual perfeita é uma ilusão. “Trinta por cento das mulheres que estão em um relacionamento não têm orgasmo”, especifica o terapeuta sexual Olivier Florant.

Essa estatística, de fato, é corroborada pelos números do estudo Ifop: 26% das mulheres afirmam não ter sentido prazer na última relação sexual, o mesmo para 14% dos homens. E 58% das mulheres admitem já ter simulado o prazer sexual. 

Por outro lado, a conselheira matrimonial Bénédicte Lucereau quer tranquilizar os casais, especialmente os jovens: “Durante a primeira relação sexual, é raro que as mulheres jovens tenham prazer. O prazer na mulher se constrói com o tempo”, explica.

Orgasmo e construção da sexualidade

É bom, em momentos de graça como os reservados à sexualidade entre um homem e uma mulher, expressar o que se sente. Trata-se de uma forma de construir a sexualidade do casal, de entrar em sintonia, de contar um ao outro os gestos de que eles gostam. “O ajuste do amor deve ser contínuo”, enfatiza Olivier Florant. 

Portanto, é importante falar sobre desejos e frustrações, além de tomar consciência de feridas passadas ou primeiros momentos vividos em más condições. Assim, o casal vai construindo sua própria sexualidade na qual cada cônjuge se satisfaça com a relação que está vivendo – com ou sem orgasmo. “Construir a sua sexualidade é encontrar esse equilíbrio entre os desejos e medos de cada pessoa”, explica o terapeuta sexual.

É por isso que a sexualidade do casal só pode resultar do diálogo íntimo entre os cônjuges. E um dos momentos mais apropriados é o que os terapeutas sexuais chamam de “fase de desenvolvimento”. Os especialistas distinguem oito fases do encontro sexual: interesse, desejo, excitação, platô orgástico, orgasmo, resolução, período refratário, e elaboração. “O último ciclo, chamado de elaboração, é o momento em que a pessoa dá um passo para trás: ela faz um juízo sobre o que experimentou, o fogo do desejo passou. Não deve ser subestimado: vai condicionar o início do próximo ciclo sexual ”, aconselha Olivier Florant. Os casais podem perguntar nesse momento: “Era isso que eu queria? Era isso que meu parceiro queria?”. 

Certamente, as respostas a essas perguntas ajudarão os cônjuges a se ajustarem aos desejos e freios um do outro durante o próximo abraço romântico. Para alcançar gradualmente a alegria da harmonia sexual.

Orgasmo, condição essencial para o cumprimento da intimidade conjugal?

“O fato de não alcançar o prazer sexual não deve incomodar os parceiros, nem obrigá-los a se esgotarem em esforços inúteis”, assegura Olivier Florant. Se o orgasmo vier, tanto melhor. “Homens e mulheres são feitos para ter orgasmos, mas ele deve ser recebido como um presente, um bônus. Não deve ser procurado”, resume o especialista.

O orgasmo também não é “prova” de boa harmonia conjugal. “Os orgasmos podem dar a ilusão de um florescimento da intimidade conjugal, enquanto o diálogo é interrompido ou inexistente”, observa a conselheira matrimonial Bénédicte Lucereau. 

Por outro lado, uma relação sexual pode ser satisfatória sem necessariamente ter um orgasmo. É o lugar da ternura, carícias eróticas, beijos. Para a especialista, o mundo ocidental assimilou a ideia de que o homem deve ser dominador e que as relações sexuais entre homem e mulher devem ter conotação de violência. Mas essa visão dá uma falsa imagem da sexualidade. “A sexualidade é, antes de mais nada, uma linguagem”, lembra Bénédicte Lucereau. 

Enfim, a sexualidade é uma forma de expressar o amor, de viver no corpo a comunhão dos esposos, de se dar inteiramente um ao outro. É o culminar de uma relação amorosa vivida diariamente. E é isso, e não a presença ou não de um orgasmo, que lhe dá todo o sentido.

Tags:
AmorCasamentoSexualidade

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
Orfa Astorga
Os erros mais comuns das sogras
4
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa reafirma: casamento sacramental é só entre homem e mulher
6
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
7
Papa Francisco pede homilias mais curtas
Francisco Vêneto
Papa Francisco pede aos padres: façam homilias mais curtas
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia