Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 19 Setembro |
Santos Mártires coreanos (AndréKim Taegon, Paulo Chong Hasang e 101 companheiros)
home iconCultura e Viagem
line break icon

5 destinos para os amantes da literatura

Cordisburgo/Minas Gerais/Brazil: DEZ 15 2018: Partial View from behind of Portal Grande Sertão tribute to Guimarães Rosa

Luis War / Shutterstock.com

Octavio Messias - publicado em 08/08/21

Turismo literário é considerado por acadêmicos um tipo contemporâneo de peregrinação secular

Quem gosta de literatura sabe que uma rua, um restaurante, um parque ou até mesmo uma área em meio à natureza são como personagens vivos dentro do enredo de um livro. Muitos amantes da arte escrita têm por hábito visitar lugares ou que ambientaram cenas de seus contos e romances favoritos ou que marcaram a vida e a trajetória dos autores que mais admiram. O tema é levado tão a sério que muitos acadêmicos consideram o turismo literário uma espécie contemporânea de peregrinação secular. Confira, a seguir, cinco destinos vinculados a importantes autores que a cada ano atraem legiões de leitores.  

Cordisburgo (MG)

A pacata cidade a 120 quilômetros de Belo Horizonte se tornou um polo turístico da região por ser a cidade natal de João Guimarães Rosa e pelo seu entorno ambientar diversas passagens da obra do autor de Grande Sertão: Veredas (1956). Lá ficam o Portão Grande Sertão, com estátuas de personagens do romance como Riobaldo, e o Museu Casa Guimarães Rosa, instalado na casa onde o autor nasceu e repleto de objetos do autor. O Circuito Guimarães Rosa se estende aos municípios mineiros de Araçaí, Buritizeiro, Corinto, Curvelo, Felixlândia, Inimutaba, Morro da Garça, Pirapora e Presidente Juscelino.

Salvador (BA)

Além das ruas retratadas no livro Bahia de Todos-os-Santos (1938), de Jorge Amado, existem dois centros culturais na capital dedicados ao autor baiano. No lardo do Pelourinho fica a Fundação Casa Jorge Amado, que reúne vasta documentação da obra do autor e oferece cursos e palestras. E no bairro do Rio Vermelho, onde há uma estátua em tamanho real do autor com sua companheira Zélia Gattai na Praça de Santana, também fica a Casa do Rio Vermelho, aberta a visitação, onde o casal morou por 40 anos e recebeu visitantes ilustres como Jean Paul Sartre e Simone de Beauvoir. 

Nova York (EUA)

Nova York pode ser considerada a Meca do turismo literário nos Estados Unidos. No bairro Greenwich Village fica o bar White Horse Tavern, frequentado por Jack Kerouac, Paul Auster, Norman Mailer, James Baldwin e o último local onde o poeta Dylan Thomas foi visto com vida. Próximo ao Central Park, o restaurante do hotel Algonquin costumava receber F. Scott Fitzgerald (é citado no livro O Grande Gatsby), Ernest Hemingway e Truman Capote. Já o museu e biblioteca Morgan exibe manuscritos de Henry David Thoreau.  

Madri (Espanha)

Falando em Hemingway, o autor viveu na capital da Espanha nos anos 1930, quando cobriu a Guerra Civil Espanhola, e escreveu o romance Por Quem os Sinos Dobram (1940). Entre os locais que o autor costumava frequentar estão o restaurante Sobrino de Botín, fundado em 1725 (entrou para o Guinness Book como o mais antigo do mundo) e onde costumava saborear o leitão à pururuca, até hoje o prato mais famoso do estabelecimento. Além dos bares Museo Chicote e La Venencia e da praça Las Ventas, que sedia touradas e onde há um museu sobre o tema. 

Paris (França)

A peregrinação na Cidade das Luzes já começa pelos museus literários, como o Maison de Balzac, instalado na casa onde viveu Honoré de Balzac, ou o Musée Carnavalet, onde há uma reconstituição do quarto onde Marcel Proust escreveu Em Busca do Tempo Perdido (1913). Outra instituição parisiense é a livraria Shakespeare & Co., que costumava ser frequentada por autores franceses e expatriados como T.S Eliot, F. Scott Fitzgerald, D.H. Lawrence e – de novo ele – Ernest Hemingway. Outra Meca da capital francesa é o cemitério Père Lachaise, onde foram enterrados Oscar Wilde, Balzac, Proust, Jean de la Fontaine e Gertrude Stein, entre outros. 

Tags:
ArteLivrosViagem

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
Orfa Astorga
Os erros mais comuns das sogras
4
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa reafirma: casamento sacramental é só entre homem e mulher
6
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
7
Papa Francisco pede homilias mais curtas
Francisco Vêneto
Papa Francisco pede aos padres: façam homilias mais curtas
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia