Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 27 Setembro |
São Caio de Milão
home iconEstilo de vida
line break icon

Pela primeira vez na história, próximas Olimpíadas terão delegado episcopal

DOM EMMANUEL GOBILLIARD

Antoine Mekary | ALETEIA

Francisco Vêneto - publicado em 09/08/21

O bispo nomeado pelo Papa Francisco é reconhecido pela experiência no tênis, no futebol e no judô

Pela primeira vez na história, as próximas Olimpíadas terão um delegado episcopal nomeado pelo Papa Francisco: para cumprir esta inédita missão, os 33º Jogos Olímpicos, a realizar-se em Paris em 2024, contarão com o francês dom Emmanuel Gobilliard, de 53 anos, bispo auxiliar de Lyon, conhecido como esportista apaixonado e reconhecido pela experiência no tênis, no futebol e no judô. Em 2018, durante o Sínodo para a Juventude, ele foi o responsável por organizar um torneio de futebol entre os jovens e os bispos participantes.

O Papa Francisco destacou na recém-encerrada Olimpíada de Tóquio um sinal de esperança no meio da pandemia de covid-19. Também entusiasta do futebol, o pontífice torcedor do clube argentino San Lorenzo vê nos esportes um grande meio para a fraternidade entre os povos. Com as expectativas de um gradual retorno do público aos estádios e ginásios esportivos até a próxima edição dos jogos, a Santa Sé pretende aproximar ainda mais a Igreja do esporte como forma de incentivar essa fraternidade.

Dom Emmanuel Gobilliard recebeu o convite da Santa Sé por meio da Conferência Episcopal da França (CEF). Ele não estará sozinho como bispo encarregado de missões especiais durante os jogos: dom Philippe Marsset, bispo auxiliar de Paris, ficará a cargo da dimensão pastoral do evento, enquanto dom Luc Ravel, arcebispo de Estrasburgo, se responsabilizará pelas federações esportivas.

Olimpíadas terão delegado episcopal

A missão de dom Emmanuel será, em suas próprias palavras, “conectar as pessoas entre si para garantir que Paris 2024 alcance a todos pessoalmente”. Ele recorda que a Igreja já tem estado historicamente presente no meio esportivo graças aos clubes fundados por padres e religiosos. O próprio idealizador dos Jogos Olímpicos da era moderna, Pierre de Coubertin, era católico. Levando-se em conta que as federações esportivas representam dezenas de milhares de pessoas só na França, a Igreja quer mostrar que está junto com elas e as apoia na prática do esporte, dada a grande quantidade de virtudes que podem ser exercitadas com a disciplina do corpo e do trabalho em equipe.

Além disso, a sadia competitividade demonstra que é possível dar o melhor de si e lutar pelo próprio time ao mesmo tempo em que se valoriza e aplaude o bom trabalho dos adversários, evitando conflitos decorrentes de rivalidades destrutivas. Dom Emmanuel, aliás, afirma:

“Existe uma dimensão competitiva em cada ser humano. Expressá-la no esporte evita expressá-la em outro lugar”.

O delegado episcopal da próxima Olimpíada menciona também que, além da fraternidade, são importantes valores esportivos o reconhecimento da própria vulnerabilidade e deficiência, dimensões que podem até chegar a tornar-se pontos fortes:

“Acho ótimo, hoje, ver que o esporte pode permitir que as pessoas com deficiência se expressem. Na verdade, há um certo realismo no esporte: você é o que é, não pode trapacear ou mentir. Eu nunca poderia dizer que sou um campeão de futebol.

Em entrevista ao La Croix International, o bispo conta que quer destacar as iniciativas e as pessoas generosas que têm investido no esporte e fazer deste encontro “um evento de comunicação”: ele considera que existem atletas que são “discretamente cristãos” e que “é importante destacá-los para mostrar que é possível ser cristão e atleta”. E acrescenta:

“Durante muito tempo, associamos os projetos da Igreja a algo que não é divertido. Os alunos gostam mais dos professores de ginástica do que do seu catequista, por exemplo. Os jovens precisam ter experiências fraternas e estimulantes que não sejam contraditórias com a prática esportiva. Deste ponto de vista, a Igreja tem algo a oferecer a eles”.

Tags:
BisposEsporteJuventudeValores
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Vulcão Cumbre Vieja
Violeta Tejera
Vulcão Cumbre Vieja obriga pároco a evacuar capela às pressas
2
Maria Paola Daud
O dia em que Nossa Senhora parou a lava do vulcão Etna
3
Claudio de Castro
O Purgatório e o misterioso alarme das 3 da manhã
4
Oração católica para pedir chuva
Reportagem local
Existe oração católica para pedir chuva? Sim, e aqui vai ela
5
Gelsomino Del Guercio
Padre Pio tinha os estigmas, mas uma ferida secreta era mais dolo...
6
Padre Pio
Maria Paola Daud
3 orações a Padre Pio para pedir por uma causa urgente
7
PADRE PIO,I ABSOLVE YOU
Philip Kosloski
A poderosa oração de cura de São Padre Pio
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia