Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 27 Setembro |
São Caio de Milão
home iconReligião
line break icon

Nossos entes queridos falecidos nos ajudam do céu

Dormition of Virgin Mary

StrippedPixel.com | Shutterstock

Vanderlei de Lima - publicado em 15/08/21

A alma não está inconsciente, mas inteiramente lúcida. Assim, ela toma plena consciência de sua identidade

É certo que a alma separada do corpo, na morte, depois de passar pelo juízo particular, sobrevive lúcida e já recompensada no além. No entanto, este ponto da chamada Escatologia intermediária – por estar entre a morte e o Juízo Final – tem sido contestado, ultimamente, por alguns teólogos.

Sim, tais teólogos defendem o chamado monismo; ou seja, que o ser humano morre todo (corpo e alma) e ressuscita todo (em corpo glorioso) já logo após a morte. Abandonaram, como se vê, a doutrina da Igreja para valorizarem a palavra de teólogos de raiz protestante: C. Stange, K. Barth, H. Thielicke, E. Brunner, O. Cullmann, H. Menoud (cf. Justo Collantes, SJ. La fe de la Iglesia católica: las ideas e los hombres en los documentos doctrinales del Magisterio. 3ª ed. Madri: BAC, 1983, p. 805-806).

Ora, para defender a genuína fé da Igreja, ante correntes protestantizadas, a Congregação para a Doutrina da Fé se manifestou pela Recentioris Episcoporum Synodi, no ano de 1979, dizendo o seguinte: “a Igreja afirma a sobrevivência e a subsistência depois da morte de um elemento espiritual, dotado de consciência e de vontade, de tal modo que o ‘eu humano’ subsista, ainda que sem corpo. Para designar esse elemento, a Igreja emprega a palavra ‘alma’, consagrada pelo uso que dela fazem a Sagrada Escritura e a Tradição” (n. 3). Em suma, a morte consiste na separação da alma espiritual imortal e do corpo material mortal. Este é sepultado ou cremado e a alma, depois de julgada, vai para o céu, o inferno (de modo definitivo) ou o purgatório (passagem purificadora para o céu). Em qualquer desses estados, ela espera consciente a reunião ao seu próprio corpo ressuscitado no último dia (cf. Catecismo da Igreja Católica n. 1016 e 999-1001). O que a Igreja defende, portanto, é a dualidade: o corpo e a alma se distinguem, mas também se completam harmoniosamente. Esta doutrina se opõe ao dualismo (oposição radical entre alma e corpo) e ao monismo (junção de alma e corpo como se fossem uma só coisa). 

Afirmemos ainda que, no céu, além de os bem-aventurados contemplarem – como felicidade essencial – a Deus uno e trino face a face (cf. 1Cor 13,12) e n’Ele se regozijarem, também lhes é motivo de felicidade acidental o fato de se acharem na companhia de Nosso Senhor (em sua humanidade), da Virgem Maria, dos anjos e santos, bem como o voltar a se encontrar com os parentes e amigos que tiveram durante a vida nesta terra. Avançando um pouco na reflexão, notamos que, no além, a alma só exerce as atividades da inteligência e da vontade, mas não as funções do corpo (alimentar-se, repousar, falar etc.), pois não o tem mais até o dia da ressurreição final. Todavia, a alma não está inconsciente, mas inteiramente lúcida. Assim, ela toma plena consciência de sua identidade: vê-se semelhante a Deus por sua inteligência e vontade; relembra de tudo o que conheceu neste mundo; reconhece a Deus tal como Ele é e mantem em si o amor a tudo o que é realmente bom. Com relação às demais criaturas, a alma tem consciência e interesse por tudo o que lhe diz respeito (familiares, amigos, orações ou pedidos de auxílio que lhe dirigimos) neste mundo; reconhece, no além, os parentes e amigos e comunica-se com eles por uma linguagem espiritual própria (cf. Dom Estêvão Bettencourt, OSB. Curso de Filosofia. Rio de Janeiro: Mater Ecclesiae, 2014, p. 211-214).

Citemos, por fim, Garrigou-Lagrange, afamado teólogo dominicano, a nos ensinar que, no céu, “os santos, ao verem-se uns aos outros em Deus, amam-se nele e por ele, com uma caridade mútua inamissível. […] Os bem-aventurados amam-nos também a nós, peregrinos, e pedem especialmente e incessantemente por aqueles que conheceram na terra e tanto mais quanto maior for sua caridade. E, como se encontram perto da fonte de todo o bem, cumulam-nos de benefícios. Alcançam-nos de Deus aquilo que a sua bondade nos quer dar. O seu amor para conosco, em vez de ter diminuído, transforma-se” (O homem e a eternidade. São Paulo: Flamboyant, 1959, p. 287-288). 

Que estes sábios ensinamentos nos reacenda o desejo, cada vez maior, da eternidade feliz junto de Deus e dos nossos entes queridos que lá se encontram e intercedem por nós qual uma nuvem de testemunhas (cf. Hb 12,1). Amém!

Vanderlei de Lima é eremita de Charles de Foucauld

Tags:
CéuDoutrinaMorte
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Vulcão Cumbre Vieja
Violeta Tejera
Vulcão Cumbre Vieja obriga pároco a evacuar capela às pressas
2
Maria Paola Daud
O dia em que Nossa Senhora parou a lava do vulcão Etna
3
Claudio de Castro
O Purgatório e o misterioso alarme das 3 da manhã
4
Oração católica para pedir chuva
Reportagem local
Existe oração católica para pedir chuva? Sim, e aqui vai ela
5
Gelsomino Del Guercio
Padre Pio tinha os estigmas, mas uma ferida secreta era mais dolo...
6
Padre Pio
Maria Paola Daud
3 orações a Padre Pio para pedir por uma causa urgente
7
PADRE PIO,I ABSOLVE YOU
Philip Kosloski
A poderosa oração de cura de São Padre Pio
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia