Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Padre sequestrado pelos talibãs durante 8 meses alerta: “terríveis consequências”

Padre Alexis Prem Kumar, sequestrado pelos talibãs

Alexis Prem Kumar | Facebook

Francisco Vêneto - publicado em 23/08/21

Mas ele mantém a esperança: "Se eu fui libertado do cativeiro talibã, existe possibilidade de paz no Afeganistão"

Um padre sequestrado pelos talibãs durante 8 meses reforça que o atual momento crítico vivido pelo povo do Afeganistão, apesar das alegadas disposições do grupo terrorista de “suavizar” o próprio fanatismo, requer todas as atenções dos organismos internacionais que se dizem defensores dos direitos humanos: “Estou preocupado com as terríveis consequências”.

Sacerdote jesuíta indiano, o pe. Alexis Prem Kumar foi sequestrado em 2 de junho de 2014 e libertado somente em 22 de fevereiro de 2015 por intervenção do governo do seu país. Ele tinha estado à frente do Serviço Jesuíta de Refugiados (JRS) no Afeganistão durante 5 anos e atualmente trabalha na mesma missão, mas em outro país: o Sri Lanka.

Após o colapso da frágil república afegã na semana passada em decorrência da retomada do poder pelos mesmos talibãs que o sequestraram 7 anos atrás, o sacerdote declarou em entrevista ao jornal Matters India:

“Estou preocupado com os trabalhadores, que têm de enfrentar terríveis consequências, e com dois jesuítas indianos do JRS que ainda não conseguiram voltar para a Índia por causa dos acontecimentos repentinos. Temo pelos estudantes, especialmente pelas estudantes, e pelo seu futuro, seus sonhos. Por todo o povo do Afeganistão, que é conhecido pela sua grande cultura e tradição e que agora enfrenta assassinatos brutais, sofrimento, pobreza, analfabetismo e fundamentalismo”.

O missionário também falou sobre as promessas do Talibã de anistiar cidadãos, permitir acesso das mulheres à educação e ao trabalho, fazer um governo inclusivo e aproximar-se da comunidade internacional:

“A entrevista me dá esperança, mas, considerando a visão de mundo fundamentalista deles, essa mudança não vai acontecer imediatamente. Existe desconfiança e medo entre as pessoas, de que a democracia, a liberdade e a igualdade das mulheres não fazem parte da ideologia dos talibãs”.

Mesmo assim, o padre sequestrado pelos talibãs afirma que “espera contra toda esperança”, inclusive com base na própria história de cativeiro e libertação:

“Se eu fui libertado depois de 8 meses e 20 dias de cativeiro talibã, então existe a possibilidade de paz no Afeganistão. A minha experiência de vida com o povo afegão também me leva a acreditar que, se os talibãs permitirem uma participação maior das mulheres na vida pública, então existe a possibilidade de paz”.

Tags:
CristãosMuçulmanosPadresPerseguiçãoTerrorismo
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia