Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 17 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Curitiba: 6 freiras morrem em 6 dias no mesmo convento, 5 delas por covid-19

6 freiras morrem em 6 dias

Congregação das Irmãs Franciscanas da Sagrada Família de Maria | Facebook

Reportagem local - publicado em 03/09/21

Foram "dias muito difíceis, com as irmãs morrendo, os sepultamentos, outras isoladas"

Seis freiras morreram em 6 dias no mesmo convento em Curitiba, 5 delas em decorrência da covid-19. A triste notícia veio das Irmãs Franciscanas da Sagrada Família de Maria.

Além delas, outras freiras da comunidade também sofreram o contágio do coronavírus e algumas chegaram a precisar de UTI.

6 freiras morrem em 6 dias

A primeira a falecer, em 28 de agosto, foi a irmã Helena Glovacki, de 95 anos de idade e 74 como religiosa.

No dia seguinte partiu desta vida a irmã Elizabete Tartas, de 94 anos, 64 como religiosa.

No dia 30 morreu a irmã Marieta Bet, de 88 anos, 70 dos quais como freira.

No dia 31, a irmã Sofia Culaves, de 78 anos de idade e 65 de vida religiosa.

Todas elas faleceram por complicações causadas pela covid-19.

Em 1º de setembro faleceu a irmã Maria Catarina da Silva, 70 anos, 46 dos quais como freira. Ela havia passado 47 dias na UTI devido ao agravamento de um tumor de hipófise, septicemia e insuficiência renal.

No dia 2 de setembro, mais uma vítima da covid: a irmã Stella Albina Franzoi, de 87 anos de idade e 65 anos na vida consagrada, também partiu deste mundo para a vida eterna.

Dias muito difíceis

A Arquidiocese de Curitiba lamentou os falecimentos mediante nota oficial.

A irmã Madalena Ryndack, do mesmo convento, declarou à agência ACI Digital que a comunidade viveu “dias muito difíceis, com as irmãs morrendo, os sepultamentos, outras isoladas”.

Por outro lado, ela relatou que foi “muito forte a unidade da nossa congregação. Muitas irmãs vieram ajudar, mandavam alimentos já preparados. Tudo isso nos põe de pé e nos faz acreditar cada vez mais na vida consagrada e que Deus não nos abandona”.

A religiosa agradeceu ainda pelo amplo apoio e pelas orações de muitos amigos, o que “nos fortaleceu muito”. O duro período, ademais, é visto por elas como uma lição para “valorizar e zelar mais pela vida”.

Das irmãs que estiveram internadas, apenas uma permanecia na UTI e duas na enfermaria nesta sexta-feira, 3 de setembro.

Tags:
CovidfreirasMorte
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia