Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 17 Setembro |
São Roberto Belarmino
home iconCuriosidades
line break icon

Sabia que um padre católico foi o inventor do colete à prova de balas?

BULLET PROOF VEST

Public Domain

J-P Mauro - publicado em 03/09/21

Um padre polonês usava rotineiramente o colete feito de seda e até participava dos testes de contenção de projéteis

O colete à prova de balas é um equipamento básico para a aplicação da lei e para salvar vidas. Embora os coletes modernos tenham pouca semelhança com os primeiros protótipos, sua função permanece a mesma. O que muitos não percebem, entretanto, é que a invenção deste equipamento é creditada a um padre católico.

O fato é que, no início do século 20, as armas estavam por toda parte. A Revolução Industrial tornou as armas de fogo mais acessíveis do que nunca, e muitos adultos as portavam regularmente. 

Como era de se esperar, o aumento do acesso às armas significou uma alta semelhante na violência. Houve até algumas tentativas de assassinato de figuras públicas. Em Chicago, por exemplo, essa situação chegou ao auge em 1893, quando o prefeito Carter Henry Harrison foi baleado e morto em sua própria casa. 

Padre Casimir Zeglen, o inventor do colete à prova de balas

Isso deixou o clima político de Chicago em alvoroço e muitos cidadãos ficaram inseguros. Foi então que um herói improvável surgiu na forma de um padre católico. Pe. Casimir Zeglen, da Igreja Católica Romana de Santo Estanislau, já estava desenvolvendo uma peça de roupa que poderia parar projéteis de alta velocidade. Com o assassinato de Harrison, no entanto, ele começou a se dedicar à confecção de armaduras corporais. 

De acordo com o site Cult of Mac, o Pe. Zeglen começou a fazer experiências com tecidos. Os primeiros anos foram lentos, com poucos resultados. O progresso veio mesmo quando ele descobriu um laudo médico, em 1887. O legista descobrira que um lenço de seda no bolso de um homem retardara o movimento de uma bala no seu corpo.

Pe. Zeglen, então, mudou seu foco para a seda, onde encontrou seu sucesso. Foram anos de testes, mas em 1897 ele aperfeiçoou seu colete à prova de balas e solicitou uma patente. Nesse ponto, o colete era feito de camadas de linho, lã e seda. Isso serviria para pistolas de baixo calibre da época, mas o projeto precisava de uma placa de aço para proteger contra rifles de alto calibre. 

O design foi ainda mais refinado quando Pe. Zeglen se juntou a Jan Szczepanik. O inventor, também polonês, o ajudou a levar o colete a novos patamares, chegando até a criar uma linha de produção para fabricá-los. O par acabou se separando, mas o Pe. Zeglen levou seu conhecimento recém-adquirido de volta aos Estados Unidos para buscar investidores. 

Demonstrações perigosas

O site NPR publicou um artigo de 1902, que relata sobre o colete e uma demonstração de Pe. Zeglen em Nova York. Lá, o colete passou por testes contra várias armas de fogo de diversos calibres, todas elas paradas no equipamento. O Pe. Zeglen também estava usando o colete durante os testes. O Brooklyn Eagle descreveu o equipamento desta forma: 

“Um tecido que tem um oitavo de polegada de espessura, quatro camadas, apresenta essa perfeição de trama, e todos os esforços para penetrá-lo com balas foram inúteis. O próprio Rev. Mr. Zeglen submeteu-se a um teste em Chicago. Ele vestiu um colete com o material e um revólver experiente disparou contra o colete a oito passos e nenhuma das balas perfurou o Sr. Zeglen.”

Sucesso

O colete à prova de balas tornou-se muito popular, embora o preço limitasse drasticamente sua proeminência. O preço da seda era bastante alto e o colete custava o equivalente a muitos milhares de dólares pelos padrões atuais. Ainda assim, aqueles que podiam pagar encontravam paz de espírito.

Muito possivelmente, o exemplo mais proeminente do sucesso da seda foi quando ela salvou o rei Alfonso XIII da Espanha. O monarca havia usado o o mesmo material do colete para cobrir sua carruagem real. Quando uma granada caseira foi atirada em seu veículo, nem um único estilhaço passou. 

As contribuições do padre católico polonês ressoam toda vez que uma bala é detida por um colete. Estima-se que, desde 1960, nos Estados Unidos,mais de 3.000 vidas de policiais foram protegidas dessa tecnologia.

Tags:
PadresVida

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
2
Irmã Lúcia, de Fátima, e o Papa São João Paulo II
Francisco Vêneto
O terço “funciona”, garante a Irmã Lúcia, de Fátima: e ela explic...
3
Orfa Astorga
Os erros mais comuns das sogras
4
Papa Francisco pede homilias mais curtas
Francisco Vêneto
Papa Francisco pede aos padres: façam homilias mais curtas
5
porta
Reportagem local
Capelão de hospital: ação dos anjos é fundamental na hora da mort...
6
Ricardo Sanches
Menino de 4 anos brinca de missa, conhece vários santos e surpree...
7
ROSARY
Philip Kosloski
É verdade que meu Anjo da Guarda termina de rezar o Rosário se eu...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia