Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 23 Abril |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Afinal, quantas vezes devemos perdoar?

shutterstock_1935751558.jpg

Antonio Guillem | Shutterstock

Mário Scandiuzzi - publicado em 07/09/21

Perdoar não é esquecer o que aconteceu, mas curar a ferida

No Evangelho de São Mateus (18, 21-22) Pedro se aproxima de Jesus e pergunta: “Senhor, quantas vezes devo perdoar o meu irmão se ele pecar contra mim? Até sete vezes?”(v. 21).

Na pergunta, Pedro coloca um limite, afinal ele é humano. Se alguém pecar contra mim, posso perdoar algumas vezes, mas não muitas. Sete é mais que suficiente, no pensamento dele.

Mas Jesus dá uma resposta que mostra a misericórdia de Deus. “Não te digo até sete vezes, mas setenta vezes sete” (v. 22). Ou seja, o perdão deve ser dado sempre.

Se queremos seguir Jesus, devemos procurar viver como ele viveu. São várias as passagens dos evangelhos que mostram como Deus é misericordioso e quer que sejamos como Ele. Na oração do Pai Nosso, rezamos “perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”. Se queremos receber o perdão de Deus, devemos nós mesmos perdoar o irmão que nos ofendeu.

Perdoar é obter a cura

Perdoar não é esquecer o que aconteceu, mas é curar a ferida. É fazer com que o mal causado pela ofensa não se propague. O perdão liberta do ódio e do rancor.

O perdão é a cura. E sobre isso, São Paulo escreveu na carta aos Efésios (4, 26-27): “Não se ponha o sol sobre o vosso ressentimento. Não deis lugar ao demônio”.

Através do perdão nos aproximamos de Jesus, que tomou sobre si o peso dos nossos pecados para nos dar a salvação.

Peçamos a Deus, rico em misericórdia, a graça de aprender a perdoar, e que possamos aprender com Ele, pois “O Senhor é bom e misericordioso, lento para a cólera e cheio de clemência. Ele não está pronto a repreender, nem eterno é o seu ressentimento” (Salmo 102, 8-9).

Tags:
PerdãoVirtudes
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia