Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 21 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Haiti: padre que cuidava de crianças órfãs é assassinado

WEB2-PERE-ANDRE-SYLVESTRE-CAPTURE-FACEBOOK.jpg

Paroisse Notre-Dame d’Altagrâce de Ravine d’Argent des Nippes I Facebook

Père André Sylvestre.

Reportagem local - Agnès Pinard Legry - publicado em 09/09/21

O religioso foi baleado por dois jovens quando saía de um banco

A violência parece não diminuir no Haiti. O padre André Sylvestre, de 70 anos, pároco da Igreja de Nossa Senhora da Misericórdia em Cap-Haitien (norte do país), foi morto a tiros na segunda-feira, 6 de setembro de 2021.

 De acordo com as primeiras informações, ele foi vítima de um dos grupos armados que assolam o país. Dois homens atiraram nele no meio da rua quando ele saía de um banco. Os socorristas levaram o sacerdote às pressas para o hospital, mas ele morreu na sala de cirurgia. 

O padre assassinado também dirigia um orfanato e sabia como se aproximar dos moradores de rua.

As ações das gangues armadas no Haiti se multiplicaram desde o terremoto de 14 de agosto de 2021, que matou mais de 2.200 pessoas no Haiti. O assassinato do chefe de Estado Jovenel Moïse dois meses antes também contribuiu para a instabilidade política, econômica e social no país.

Religiosos sequestrados

Em abril de 2021, vários religiosos foram vítimas de sequestros. “O Haiti é um país muito difícil. O medo é vivido, visto, sentido. É um país tanto mais difícil quanto as condições em que vivem os haitianos”, confidenciou à Aleteia um dos reféns, Padre Michel Briand. “Os habitantes são vítimas de uma sociedade onde os indivíduos já não têm valor. Mas também é uma história de amor. Não é o agente que vai salvar o país, mas o amor. Se os haitianos puderem colocar amor em quem eles são e no que fazem, eles serão capazes de fazer maravilhas.”

Tags:
PadresViolência
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia