Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 17 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Qual é a origem das palavras “rosário” e “terço” e qual é a diferença?

Rosário e terço

Rawpixel.com | Shutterstock

Reportagem local - publicado em 10/09/21

A própria origem das palavras "rosário" e "terço" esclarece qual é a diferença entre eles

A própria origem das palavras “rosário” e “terço” esclarece qual é a diferença entre eles. Rosário significa, literalmente, um buquê de rosas: esse termo evoca um belo presente ofertado a Nossa Senhora, como se lhe déssemos as rosas da nossa oração.

A recitação do rosário consiste na repetição das principais e mais populares orações cristãs, que são o Pai-Nosso, a Ave-Maria e o Glória, ao mesmo tempo em que contemplamos os grandes mistérios da nossa fé:

  • os mistérios gozosos: a anunciação do Anjo Gabriel a Maria; a visita de Maria a Santa Isabel; o nascimento de Jesus; a apresentação do Menino Jesus no templo; e o encontro do Menino Jesus entre os doutores;
  • os mistérios luminosos: o batismo de Jesus; as bodas de Caná; o anúncio do Reino; a transfiguração de Jesus; e a instituição da Eucaristia;
  • os mistérios dolorosos: a oração de Jesus no Horto das Oliveiras; a flagelação de Jesus; a coroação de espinhos; a subida do Calvário; e a crucifixão e morte de Jesus;
  • os mistérios gloriosos: a Ressurreição de Jesus; a Ascensão; o Pentecostes; a assunção de Maria; e a coroação de Maria no céu.

Durante séculos, houve apenas três grupos de mistérios: os gozosos, dolorosos e gloriosos. É neste contexto que surge o termo “terço”: os católicos podiam rezar o rosário inteiro ou um terço dele a cada dia. Por isso mesmo, consolidou-se a tradição dos dias específicos para cada terço, como por exemplo os mistérios dolorosos às sextas-feiras e os gloriosos aos domingos.

São João Paulo II, no entanto, propôs um quarto grupo de mistérios, os luminosos, a fim de fomentar também a contemplação da vida pública de Jesus.

Agora, portanto, quem reza apenas um grupo de mistérios está na realidade rezando um “quarto” do rosário completo e não somente um “terço”. Ainda assim, continuamos utilizando a palavra “terço” por força da tradição. O termo se refere, na prática, a um dos grupos de mistérios da vida de Jesus, independentemente da “matemática” por trás da sua origem.

Diga-se de passagem que a oração dos mistérios luminosos não é “obrigatória”, tanto que há muitas famílias que continuam rezando somente os três grupos tradicionais de mistérios do rosário.

Ao final de cada terço (ou “quarto”), ou após o rosário completo, também se costuma rezar a Salve-Rainha e as Ladainhas Lauretanas de Nossa Senhora.

Sobre as ladainhas, não deixe de ler o seguinte artigo:

Veja ainda:

Tags:
Nossa SenhoraOraçãoRosárioTerço
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia