Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 14 Abril |
Aleteia logo
Curiosidades
separateurCreated with Sketch.

O primeiro Papa a utilizar um telefone móvel (e foi em 1932)

POPE PIUS XI

Ann Ronan Picture Library | Photo12 | AFP

Daniel R. Esparza - publicado em 17/09/21

A engenhoca foi fundamental para a comunicação entre o Vaticano e a residência papal de verão em Castel Gandolfo

Guglielmo Marconi, o engenheiro italiano que recebeu o Prêmio Nobel de Física em 1909, inventou o rádio. Mas algumas evidências parecem sugerir que ele também foi o inventor do telefone móvel – um título atualmente reivindicado pelos Laboratórios Bell. 

E, embora seu dispositivo não pudesse enviar mensagens de texto e não tivesse a capacidade de baixar e instalar aplicativos em uma tela de toque suave, com certeza foi eficaz para algumas atividades do Papa Pio XI.

De acordo com Livio Spinelli, um dos organizadores de uma exposição em Santa Marinella (uma área costeira ao norte de Roma, onde Marconi conduziu muitos de seus experimentos) evidências do Arquivo Marconi em Chelmsford (Reino Unido) mostram que o inventor italiano havia desenvolvido um dispositivo que consiste em uma antena portátil, um gerador de microondas e um transmissor de rádio. Tudo isso seria muito semelhante às peças dos nossos telefones móveis contemporâneos.

Na verdade, Spinelli explica que Marconi achava que seu aparelho era o protótipo de um “aparelho telefônico portátil”, usando “microondas curtas e ultracurtas”, conforme se lê no artigo de Richard Owen.

Protótipo do telefone móvel?

Marconi vinha realizando diversos experimentos com vários transmissores. Um deles foi a instalação de um rádio-telefone de ondas curtas para manter uma linha aberta entre a Cidade do Vaticano e a residência de verão do Papa em Castel Gandolfo, a 30 quilômetros de distância. O ano era 1932 – apenas um ano após a inauguração da Rádio Vaticano, projeto também pioneiro de Marconi.

Ambos os eventos ocorreram, sem surpresa, durante o papado de Pio XI – um pontífice conhecido por seu impulso modernizador. Ele fundou o Observatório do Vaticano e a Pontifícia Academia de Ciências, renovou as Bibliotecas do Vaticano e foi o primeiro a usar o rádio para fins pastorais. 

Marconi e o pontífice eram, de alguma forma, almas gêmeas. Mas apenas quando se tratava de tecnologia. Politicamente, eles não poderiam estar mais em conflito um com o outro. Enquanto há evidências crescentes de que o inventor apoiou as políticas anti-semitas de Mussolini, Pio XI foi o autor das três principais encíclicas contra os sistemas totalitários do século 20: Non abbiamo bisogno , Mit brennender sorge  e Divini redemptoris

Tags:
Papatecnologia
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia