Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 16 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Moçambique: faleceu o cardeal Alexandre Maria dos Santos

PFMNC291120_000_8W488R.jpg

GREGORIO BORGIA / POOL / AFP

Reportagem local - publicado em 01/10/21

Foi Arcebispo de Maputo entre 1975 e 2003 e deixa, segundo testemunhos, um importante legado no campo da educação e da paz

A Arquidiocese de Maputo (Moçambique) manifestou a sua “dor e pesar” ao informar sobre a morte do cardeal Alexandre José Maria dos Santos.

Em nota, a arquidiocese afirma que o Cardeal D. Alexandre faleceu, vítima de doença,  na noite de 29 de setembro, festa dos Santos Anjos Arcanjos.

O Arcebispo D. Francisco Chimoio recorda que que D. Alexandre foi pastor da Arquidiocese de Maputo de 1975 a 2003 e que rogam a Deus para que o acolha na sua morada santa. 

Funeral

A nota informa ainda que o funeral será no dia 7 de Outubro, às 9 horas, na Catedral de Maputo. No dia anterior, 6 de Outubro, haverá velório, com corpo em câmara ardente, na mesma Catedral entre as 8 e as 18 horas, concluindo-se com uma celebração eucarística. 

Na sua nota o Arcebispo de Maputo afirma ainda que querem “agradecer a  Deus pelo dom que foi o Cardeal Dom Alexandre Maria dos Santos para a Igreja Católica e para toda a sociedade moçambicana. 

A Arquidiocese pede orações pela alma do Cardeal D. Alexandre. 

Dom Alexandre Maria dos Santos, foi o primeiro sacerdote e cardeal católico em Moçambique. Natural de Zavala, província de Inhambane, Alexandre José Maria dos Santos foi ordenado padre em 1953, tornando-se primeiro negro moçambicano na função.

Entre 1975-2003, ele foi arcebispo de Maputo. Apostou na educação, sendo disso exemplo a criação da Universidade São Tomás de Moçambique, sediada na Cidade de Maputo.

Lutou pela paz em Moçambique

Dom Alexandre participou nos processos de pacificação, com realce para o que determinou o fim da guerra civil de 16 anos, com a assinatura do Acordo Geral de Paz, em 1992.

Para o Bispo Auxliliar de Maputo e administrador apostólico da diocese de Pemba, Dom António Juliasse, a Igreja perdeu uma figura de referência.

Já para o Pároco da Sé Catedral de Maputo, padre Jorgio Ferreti, a notícia da morte do Cardeal colheu a todos com tristeza e muita dor.

Por sua vez, o padre Nelson Covete, do Clero diocesano de Maputo, disse que o cardeal Alexandre foi um homem que, entre várias ações, lutou a bem do alcance da paz em Moçambique, depois de 16 anos de guerra.

O lema episcopal do cardeal era: “Servir e Não ser servido”.

(Com Vatican News)

Tags:
BisposCardeaisIgrejaMorte
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia