Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 16 Outubro |
Santa Margarida Maria Alacoque
Aleteia logo
home iconEstilo de vida
line break icon

Superando 3 medos comuns de receber convidados

GUESTS

Rido - Shutterstock

Cecilia Pigg - publicado em 05/10/21

Algumas estratégias para deixar de lado o que te impede de desenvolver o dom da hospitalidade

Você gostaria de receber pessoas novas em sua casa, mas nunca se sente preparado(a) para realmente convidá-las?

É possível, é claro, que você simplesmente não possa convidar as pessoas. Talvez você esteja morando como hóspede na casa de outra pessoa, ou esteja morando com alguém cujas necessidades impossibilitam de receber convidados.

É um tipo diferente de cruz trazer no coração o dom da hospitalidade mas não poder praticá-lo, por causa das características de outras pessoas com quem você mora. Se for esse o caso, aguente firme, pois algum dia isso provavelmente mudará.

Mas a maioria de nós é capaz de convidar pessoas para visitar nossa casa. São nossas inseguranças que nos bloqueiam. Então, aqui estão algumas maneiras de pensar diferente sobre receber convidados e algumas estratégias para deixar de lado a insegurança.

Você tem um lugar para morar? Não importa se é um estúdio ou uma mansão de três andares. Se você é capaz de viver nele, não há problema em convidar as pessoas. As coisas que você vê como obstáculos à hospitalidade provavelmente são maiores em sua mente do que na vida real.

A maioria das pessoas não está preocupada, e nem percebe, sua falta de talheres combinando, seu sofá econômico ou a poeira no canto do banheiro.

Convidar alguém para visitar o seu espaço, especialmente alguém que você não conhece bem, exige muito de qualquer um de nós. Compartilhar sua casa com alguém por uma ou duas horas envolve compartilhar mais de si mesmo do que se faria em um ambiente público. E essa abertura é um dom para o anfitrião e uma bênção para o convidado.

“Eu não sou um bom cozinheiro(a) ou anfitrião”

Eu não sou uma cozinheira nem uma anfitriã particularmente boa. Agradeço muito quando encontro alguém que instantaneamente faz com que todos ao seu redor se sintam à vontade e bem-vindos – especialmente porque é uma habilidade que eu sei que me falta. No entanto, tenho outros dons que posso usar durante a recepção. Gosto de conhecer pessoas e ouvi-las. E eu até gosto de cozinhar, mesmo que minhas tentativas nem sempre saiam tão boas quanto eu imaginava.

Concentre-se em seus pontos fortes e considere como você pode servir os seus convidados. A hospitalidade é uma maneira de amar e servir os outros. E quanto mais você se concentra em ajudá-los a se sentir confortáveis, menos tempo você tem para pensar nos seus próprios defeitos – sejam eles reais ou imaginários.

“Por que as pessoas iriam querer vir aqui?”

Na verdade, o seu convite pode significar muito para alguém. Você nunca sabe quem precisa ou deseja aquele convite. Os seres humanos foram feitos para a comunhão, com Deus e uns com os outros. Então, todos nós precisamos de sociabilidade.

Fazer um convite, especialmente para alguém que você não conhece bem, requer vulnerabilidade. Também exige que você seja altruísta e gratuito.

Ofereça sua hospitalidade, mas saiba que ela pode ser rejeitada. Seus convidados pretendidos podem dizer não, e você pode não saber por quê. Eles podem estar com problemas ou sobrecarregados no momento. E, claro, há sempre uma possibilidade de que eles simplesmente não queiram passar um tempo com você. Mas, como em todos os dons e todos os atos de amor, é melhor tentar e falhar do que nunca ter tentado.

Afina de contas, a hospitalidade é uma maneira de ser Cristo para os outros. Compartilhar uma refeição e conhecer alguém novo é uma maneira de amá-lo. Tenha um pouco de coragem e faça o convite.

Tags:
AmizadeRelacionamentoVirtudes
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
2
Milagre do Sol em Fátima
Reportagem local
13 de outubro: o dia em que o mundo presenciou o Milagre do Sol e...
3
Reportagem local
O grande crucifixo submerso que só pode ser visto quando o lago c...
4
Restauração da imagem de Aparecida por Maria Helena Chartuni
A12
Arrebentada em 200 pedaços: a impactante experiência da restaurad...
5
PRIEST-EUCHARIST-ELEVATION-HOST
Philip Kosloski
O que devemos rezar quando o padre eleva a hóstia e o cálice?
6
MULHER REZANDO
O São Paulo
Rezar deitado: é certo ou errado?
7
Claudio de Castro
Uma alma do Purgatório te agradecerá por isto
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia