Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 16 Outubro |
Santa Margarida Maria Alacoque
Aleteia logo
home iconReligião
line break icon

O corpo glorioso, um presente divino

RESURRECTION

Tanya Sid|Shutterstock

Vanderlei de Lima - publicado em 10/10/21

No Novo Testamento, a ressurreição corporal de Nosso Senhor é o alicerce do Cristianismo

No Credo apostólico, professamos crer na “ressurreição da carne”. Daí a questão: que significa essa verdade de fé? – É a este tema que dedicamos o presente artigo.

Importa, desde logo, notar que, já nos primeiros livros do Antigo Testamento, há relatos sobre o respeito aos corpos dos falecidos a receberem sepultura digna (cf. Gn 25,8-10; 47,29-30; 49,29-33). Entretanto, é nos livros mais próximos da vinda de Cristo, que Deus, qual divino Pedagogo, revela a doutrina da ressurreição dos mortos (cf. Dn 12,2-3; 2Mc 7). 

Novo Testamento

No Novo Testamento, a ressurreição corporal de Nosso Senhor é o alicerce do Cristianismo (cf. At 17,18-32; 26,8.23). Mais: se Cristo não tivesse ressuscitado, nossa fé seria vã (1Cor 15,13.17), mas Ele, que é a própria ressurreição e a vida (cf. Jo 11,25), ressuscitou (cf. Mc 16,1-8; At 13,30) e nos fará ressurgir com Ele (cf. Jo 5,29; Hb 2,10). Em São Paulo, também encontramos, de modo muito enfático, a doutrina da ressurreição dos corpos (cf. 1Cor 15,12-14.20-22.29-30.42-49; Fl 3,10-11.20-21; Rm 6,5; 8,11; 2Cor 4,10-11) no dia final (cf. 1Cor 15,23; 2Cor 5,1-3; 1Ts 4,16).

Tradição

A Tradição propõe muitos ensinamentos sobre a ressurreição do corpo. Fiquemos, por ora, com o que diz São Gregório de Nissa († 395): “Pela unidade da natureza divina, que permanece presente em cada uma das duas partes do homem (corpo e alma), estas se unem novamente. Assim, a morte se produz pela separação do composto humano e a ressurreição pela união das duas partes separadas” (Da Ressurreição, 1). Por isso, o Magistério da Igreja sempre ensinou sem reservas a doutrina da ressurreição da carne (cf. Justo Collantes, SJ. La fe de la Iglesia Católica: las ideas y los hombres en los documentos doctrinales del Magisterio. Madri: BAC, 1983, p. 806-812).

Teologia

Afirmemos, com a Teologia, que: 1) a razão natural nada pode dizer sobre o tema da ressurreição dos corpos, pois este é de ordem sobrenatural e exige uma intervenção milagrosa de Deus para ressuscitar a cada ser humano, ainda que seja justo o corpo – instrumental da alma neste mundo – participar com ela da glória definitiva (cf. Bernard Sesboüé, SJ, et al. O homem e sua salvação: séculos V – XVII. 3ª ed. São Paulo: Loyola, 2013, p. 381-382). 2) é de fé, segundo o IV Concílio de Latrão, que todos ressuscitarão “com o corpo que têm agora” (Bernardo Bartmann. Teologia dogmática. vol. 3. São Paulo: Paulinas, 1962, p. 470).

Óbvio! Se não ressuscitássemos com o mesmo corpo, já não haveria ressurreição, mas criação de um novo ser humano diferente daquele que, de fato, historicamente fomos. Todavia, importa dizer que, embora seja o mesmo corpo, terá características diferentes, pois, apesar da identidade essencial com o corpo atual, será um corpo glorificado, transformado (cf. 1Cor 15,12-58). Tanto isso é verdade que Nosso Senhor, tendo ressuscitado em sua própria carne, demorava ser reconhecido pelos seus (cf. Jo 20,15; 21,4; Lc 24,13-35). Já os réprobos também ressuscitarão incorruptíveis e imortais, mas não glorificados. 3) para a ressurreição não é necessário que Deus junte a matéria decomposta do corpo inerte, basta que lhe devolva a alma (a forma do corpo). 4) O corpo ressuscitado será íntegro (sem os defeitos terrenos). Cf. Dom Estêvão Bettencourt, OSB. Curso de Escatologia. Rio de Janeiro: Mater Ecclesiae, 1993, p. 153-156.

4 características

O corpo glorioso terá quatro características. Será: impassível: não sujeito a mal algum (cf. Ap 7,16; 21,4; Lc 20,36); sutil: assim como é o corpo glorioso de Cristo (cf. Jo 20,19.26), não sujeito aos limites da matéria; ágil: rápido demais, pois obedece ao espírito em todas as suas atividades, como Nosso Senhor que, depois da ressurreição, aparece e some rapidamente (cf. Lc 24,31) e claro: esplendoroso, brilhante, segundo a promessa divina (cf. Mt 13,43; 17,2; At 9,3). Tal grau de claridade, no entanto, será maior em uns e menor em outros (cf. 1Cor 15,41-42). Daqui se deduz a auréola dos santos (cf. Ap 4,4; Gustavo A. Solimeo; Luiz S. Solimeo. O céu, esperança de nossas almas. São Paulo: Artpress, 2004, p. 112-117). 

Esclarecidos por tudo o que foi apresentado, professemos, cada vez mais convictos, o nosso “Creio na ressurreição da carne”!

Tags:
BíbliaDoutrinaRessurreiçãoteologia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
2
Milagre do Sol em Fátima
Reportagem local
13 de outubro: o dia em que o mundo presenciou o Milagre do Sol e...
3
Reportagem local
O grande crucifixo submerso que só pode ser visto quando o lago c...
4
Restauração da imagem de Aparecida por Maria Helena Chartuni
A12
Arrebentada em 200 pedaços: a impactante experiência da restaurad...
5
PRIEST-EUCHARIST-ELEVATION-HOST
Philip Kosloski
O que devemos rezar quando o padre eleva a hóstia e o cálice?
6
MULHER REZANDO
O São Paulo
Rezar deitado: é certo ou errado?
7
Claudio de Castro
Uma alma do Purgatório te agradecerá por isto
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia