Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 16 Outubro |
Santa Margarida Maria Alacoque
Aleteia logo
home iconEstilo de vida
line break icon

5 maneiras de gostar do lugar onde você mora

JOY

mimagephotography | Shutterstock

Theresa Civantos Barber - publicado em 11/10/21

Precisando de uma ajudinha para criar raízes onde você mora? Aqui estão 5 estratégias comprovadas

Mudar de casa parece quase um passatempo moderno: os norte-americanos, por exemplo, mudam-se em média 11 vezes durante a vida. E esse número parece estar aumentando agora que a pandemia levou muitas pessoas a fazer a mudança que vinham pensando. Ainda assim, para muitos de nós, faz mais sentido ficar onde estamos.

Por que nos mudamos tanto? Parte da razão é um mito nacional de progredir para coisas “maiores e melhores”:

A busca de oportunidades distantes, particularmente para uma nação de imigrantes, faz parte de uma mitologia nacional, bem como a obsessão americana pelo trabalho.

Agimos às vezes como se mudar de casa fosse uma cura para tudo o que nos aflige. Mas a verdade é que, em muitos casos, é melhor aceitar o lugar onde já vivemos. Depois que a emoção inicial de uma mudança desaparece, cai-se novamente na rotina.

Desafios

Além disso, depois de uma mudança, muitas vezes nos encontramos mais solitários. Mover-se rompe nossa teia invisível de conexões sociais, grandes e pequenas. Mudanças frequentes podem nos deixar desenraizados e desconectados. É difícil começar tudo de novo em um novo lugar.

A única grande exceção é se você estiver se mudando para um lugar onde seus amigos próximos ou familiares já moram. Especialmente se você tem filhos, viver perto da família vale a pena se os relacionamentos forem saudáveis e felizes. Nada se compara à companhia de avós, tias, tios e primos amorosos. Não é surpresa que muitos dos meus amigos tenham se mudado para morar perto de seus pais depois que tiveram um filho.

Como católicos, sabemos que qualquer lar na terra é temporário: como Santa Teresinha escreveu: “O mundo é o teu navio, e não a tua casa.” Mas também sabemos que Deus está presente em qualquer lugar onde vivamos. Sabemos que podemos santificar qualquer lar. Onde quer que estejamos no mundo pode se tornar um terreno sagrado.

O que você pode fazer se não ama o local onde mora, mas sabe que se mudar pode não valer a pena? Sentir-se assim é um sinal de que é hora de investir um pouco de energia para criar raízes. Qualquer esforço que você gaste na construção de sua rede social local será reembolsado cem vezes!

Aqui estão 5 estratégias comprovadas para amar o lugar onde você mora agora.

1. Explorar a pé

Sair para passear é uma chance de interagir com seus vizinhos e comércio local de maneira descontraída e sem pressão. É uma ótima maneira de construir conexões sociais casuais!

2. Compre e coma localmente

Fazer compras em lojas locais ajudará você a conhecer melhor sua comunidade. Se você se tornar um frequentador regular de uma cafeteria ou restaurante, poderá desfrutar da comida e ainda conhecer seus vizinhos.

3. Junte-se a uma paróquia

A maioria das paróquias tem oportunidades de formação e socialização. Confira as igrejas locais, escolha uma que pareça adequada para você e mergulhe na vida paroquial.

4. Associe-se à biblioteca

Uma ficha na biblioteca é um ingresso para uma infinidade de entretenimento e educação gratuitos. E a maioria das bibliotecas organiza eventos interessantes, clubes do livro e outras atividades que são uma ótima maneira de se conectar com as pessoas da sua área.

5. Voluntariado

Ajudar as pessoas que vivem em um lugar pode ser a melhor maneira de conhecer seu bairro ou região. Encontre uma maneira de ajudar e retribuir à comunidade, e você verá suas raízes crescendo fortes e profundas ali.

Tags:
AmizadeCasaFamíliaTrabalho
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
2
Milagre do Sol em Fátima
Reportagem local
13 de outubro: o dia em que o mundo presenciou o Milagre do Sol e...
3
Reportagem local
O grande crucifixo submerso que só pode ser visto quando o lago c...
4
Restauração da imagem de Aparecida por Maria Helena Chartuni
A12
Arrebentada em 200 pedaços: a impactante experiência da restaurad...
5
PRIEST-EUCHARIST-ELEVATION-HOST
Philip Kosloski
O que devemos rezar quando o padre eleva a hóstia e o cálice?
6
MULHER REZANDO
O São Paulo
Rezar deitado: é certo ou errado?
7
Claudio de Castro
Uma alma do Purgatório te agradecerá por isto
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia