Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 21 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Vídeo sensual gravado em catedral causa indignação na Espanha

TOLEDO

Pixabay

Francisco Vêneto - publicado em 12/10/21

Arcebispo desaprovou imagens, gravadas sem o seu conhecimento, e pediu desculpas aos fiéis ofendidos

Um videoclipe da música “Ateo” (“Ateu“, em português), gravado em plena catedral de Toledo, na Espanha, levou o arcebispo dom Francisco Cerro Chaves a pedir desculpas aos fiéis pelo “uso indevido de um lugar sagrado”.

Os protagonistas do vídeo são os cantores C. Tangana, um rapper espanhol, e a argentina Nathy Peluso, que executam uma coreografia sensual dentro do templo enquanto cantam frases como “Quero fazer religião dos teus cabelos, da tua boca e da tua cara e que a Virgem da Almudena me perdoe as coisas que faço na tua cama”, ou Tu despertas esse meu diabo que me rouba toda espiritualidade“.

No clipe, enquanto dançam languidamente pela catedral como se estivessem numa boate, os cantores são observados por figurantes vestidos como clérigos. Em algumas cenas, segundo o jornal português Observador, a cantora argentina aparece nua, segurando na mão a cabeça decapitada do cantor espanhol.

Notas da arquidiocese

A arquidiocese de Toledo publicou um comunicado em que informa que “o senhor arcebispo lamenta profundamente estes fatos e desaprova as imagens gravadas”, enfatizando que dom Francisco “desconhecia absolutamente a existência deste projeto, o seu conteúdo e o resultado final”.

A mesma nota acrescenta que dom Francisco pede desculpas “humilde e sinceramente” a “todos os fiéis leigos, consagrados e sacerdotes” ofendidos com “este uso indevido de um lugar sagrado”. O comunicado também afirma que “o arcebispado se compromete a revisar o procedimento adotado, a fim de evitar que algo semelhante volte a acontecer”.

Entretanto, em outra nota de imprensa divulgada anteriormente à do pedido de desculpas do arcebispado, o decano da catedral, Juan Miguel Ferrer Grenesche, havia declarado que, embora o vídeo realmente utilize “uma linguagem visual provocadora”, ele “não afeta a fé”. Segundo a opinião do decano, trata-se de “uma linguagem própria da cultura do nosso tempo”, cuja finalidade seria “exclusivamente favorecer o diálogo com a cultura contemporânea, preservando sempre a fé da Igreja”.

Vídeo sensual gravado em catedral é diálogo com a cultura?

Cabe perguntar se a fé da Igreja precisa mesmo de um clipe sensual dentro de uma catedral para “dialogar com a cultura contemporânea”. De fato, para ser um diálogo, seria preciso que as duas partes falassem e ouvissem. O que a parte supostamente católica está dizendo e ouvindo mediante este videoclipe?

Tags:
ArteIdeologiaIgreja
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia