Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 25 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Joe Biden se diz católico devoto: “Então que comece a agir como tal”, diz arcebispo

JOE BIDEN

Michael F. Hiatt - Shutterstock

Francisco Vêneto - publicado em 14/10/21

Dom Joseph: "O governo Biden está aproveitando todas as oportunidades para expandir o aborto"

O presidente norte-americano Joe Biden se diz católico devoto, mas tem adotado reiteradas posturas incompatíveis com a doutrina da Igreja, a começar pela política agressivamente pró-aborto. Não à toa, os bispos dos Estados Unidos tiveram que apontar em diversas ocasiões a incoerência do político democrata.

É o caso de dom Joseph Naumann, arcebispo de Kansas City, que se declarou decepcionado com Biden e exigiu que ele comece a agir como o suposto “católico devoto” que gosta de dizer que é.

À rede católica EWTN, Naumann afirmou que “é realmente triste” a decisão de Biden de reverter a política de restrições ao aborto implementada pelo antecessor, Donald Trump. Naumann acrescentou que o governo Biden está “sob o controle de extremistas do aborto”.

De fato, a gestão de Joe Biden reverteu a assim chamada “Política de Proteção da Vida”, que impedia o uso de verba pública para financiar organizações promotoras do aborto, tanto dentro quanto fora dos Estados Unidos.

Joe Biden se diz católico devoto: então que o seja, diz dom Joseph

O arcebipo continuou:

“Biden gosta de ser tratado como católico devoto. Eu exigiria que ele começasse então a agir como tal, especialmente nas questões relacionadas com a vida. E também que ele deixe a sua consciência e as suas decisões serem guiadas pela sua fé, não pela sua plataforma partidária”.

Joe Biden tem apoiado enfaticamente o aborto e o seu financiamento forçado pelo contribuinte americano. Além de retirar o apoio à Emenda Hyde, que restringia a destinação de dinheiro dos impostos às subvenções pró-aborto, o presidente democrata afirmou recentemente que o seu governo está “profundamente comprometido” com o que chama de “direito constitucional ao aborto”. Esta declaração veio à tona durante a polêmica a respeito da nova lei pró-vida no Texas, que proíbe o aborto quando o médido detecta os batimentos cardíacos do bebê em gestação. A porta-voz Jen Psaki ressaltou que Joe Biden “acredita que essas decisões cabem à mulher e ao seu médico”.

Dom Joseph Naumann declarou, sem panos quentes, que o governo Biden está “aproveitando todas as oportunidades para expandir o aborto”.

Tags:
AbortoBisposIdeologiaPolítica
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia