Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 01 Março |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Flip 2021 chama a atenção para a questão ambiental

PARATY, BRASIL, BRAZIL

Shutterstock

Octavio Messias - publicado em 26/10/21

Festa Literária Internacional de Paraty elege plantas como tema de nova edição virtual

De 22 a 27 de novembro, a 19ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty (Brasil) será diferente de qualquer outra. Não por ser em formato virtual, como já ocorreu no ano passado, já devido à pandemia. Mas por eleger um tema central, e não um autor homenageado, pela primeira vez em sua história, iniciada em 2003. Outra mudança é que o evento agora conta não com um, mas com cinco curadores. Para chamar a atenção para a questão ambiental, o quinteto optou por falar sobre a relação entre plantas e florestas com a literatura.

“O vírus colocou em evidência os problemas e dilemas atuais da humanidade, a começar pela desigualdade socioeconômica e pela destruição acelerada do meio ambiente. Ganha força, assim, a reflexão sobre outras maneiras de estar no mundo. […] É preciso urgentemente imaginar outras formas de vida, sem a centralidade no ‘humano’, preparando o terreno para evitar o agravamento da crise climática na qual o planeta já vive”, diz o comunicado oficial da Flip. 

Pluralidade 

Com essa proposta, a Flip 2021 adota uma abordagem plural sobre os livros e a leitura. O corpo de curadores é formado pelo antropólogo Hermano Vianna, o escritor e ensaísta Evando Nascimento, a escritora Anna Dantes, o crítico literário Pedro Meira Monteiro e o antropólogo indígena João Paulo Lima Barreto, o que sugere um escopo relacionado à visão de mundo dos povos originários e sua indissociável relação com a floresta. 

Tal abordagem ampla coloca a natureza tanto como protagonista, caso do biólogo e botânico italiano Stefano Mancuso, do livro Revolução das Plantas, um dos poucos autores já confirmados para esta edição. E como coadjuvante, a exemplo do celebrado escritor chileno Alejandro Zambra, cujo primeiro livro, originalmente publicado em 2006, é chamado Bonsai. O latino-americano acaba de ter publicada no Brasil, pela Companhia das Letras, uma compilação com toda a sua obra em prosa (incluindo Bonsai, quatro romances e mais nove contos em um único volume) intitulada Ficção 2006 – 2014, além de seu mais novo romance, Poeta Chileno (2021). 

Também está confirmado o retorno da escritora portuguesa nascida em Angola Djamilia Pereira de Almeida, que já esteve presente na edição 2017 da Flip. Seu romance A Visão das Plantas conta a história de um protagonista atormentado que encontra sossego ao passar a se dedicar, com amor e delicadeza, ao seu jardim. A escritora turca Elif Shafak e o filósofo italiano Emanuele Coccia, especialista em teologia medieval e autor de A Vida das Plantas – Uma Metafísica da Mistura, completam a relação de atrações já confirmadas. Mais autores e a programação completa da Flip 2021 devem ser anunciados em breve.

Flip 2021

De 22 a 27 de novembro (online)

www.flip.org.br

Tags:
ArteCulturaLivros
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia