Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 01 Julho |
Bem-aventurada Madre Assunta Marchetti
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Existe diferença entre vida eterna e vida após a morte?

AFTERLIFE

Benjamin Haas | Shutterstock

Reportagem local - publicado em 28/10/21

"Com a morte, a vida não é tirada, mas transformada"

Como católicos, acreditamos na vida eterna e somos questionados sobre como é a vida após a morte. O professor Felipe Aquino, em

vídeo publicado no site da Canção Nova
, ajuda-nos a entender.


Não perca a Missa internacional por seus entes queridos falecidos. Nós levaremos as suas intenções ao altar – de graça.

Existe diferença entre vida eterna e vida após a morte?

Vida eterna

O professor esclarece que a vida eterna, como o próprio nome já diz, é uma vida que não tem fim. Para o cristão, a vida eterna começa neste mundo, com o batismo, que é uma vida de Deus em nós. Diz o professor:

“Essa vida de Deus em nós é uma vida eterna, só que, por enquanto, aqui na terra, com todas as dificuldades da terra. E, depois da morte, ela continua”.

A vida eterna é mantida pelos sacramentos, em que recebemos a graça de Deus, e continua depois da morte em uma dimensão transformada. É após a morte do corpo físico e o juízo particular que definiremos como vamos viver o restante da nossa vida eterna.

Vida após a morte

A Igreja ensina que, depois da morte, passaremos por dois tipos de juízos: o particular (logo após a morte) e o juízo final (quando Cristo voltar).

Duas passagens bíblicas evidenciam isso. Em Hebreus, por exemplo, lemos: “está determinado que os homens morram uma só vez, e logo em seguida vem o juízo” (Hb 9,27).

Já São Paulo, na segunda carta aos coríntios explica: “teremos de comparecer diante do tribunal de Cristo. Ali cada um receberá o que mereceu, conforme o bem ou o mal que tiver feito enquanto estava no corpo.” (2 Cor 5, 10). 

Portanto, depois da morte, colheremos o fruto da nossa vida terrena. Podemos receber o prêmio mais almejado, ou seja, o céu, sermos enviados ao purgatório para depois gozarmos da comunhão divina ou termos o castigo da destinação ao inferno.

Para finalizar, o professor Felipe Aquino esclarece:

“O importante é vivermos de acordo com esta perspectiva: a nossa vida não acaba aqui. Os ateus, os materialistas acham que morreu acabou tudo. Não! Isso acontece com os animais e as plantas. Para nós, não. Nós temos uma alma imortal criada à imagem e semelhança de Deus”.

Tags:
CéuIgrejaInfernoMortevida eterna
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia