Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 24 Janeiro |
São Feliciano de Foligno
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Confie a um mosteiro contemplativo a oração por seus familiares falecidos

Jesús Colina - publicado em 02/11/21

O bispo de Ávila, dom José María Gil Tamayo, fala sobre o grande serviço que religiosos e religiosas de clausura oferecem à Igreja e ao mundo confiando nossos problemas a Deus

Por ocasião das celebrações em torno do Dia de Finados, a Aleteia está oferecendo aos seus leitores a oportunidade de enviar suas intenções de oração ao Mosteiro da Encarnação de Ávila (Missa Especial pelos falecidos: envie sua intenção de oração).

A comunidade carmelita na qual Santa Teresa viveu por trinta anos levará ao altar e rezará pelas intenções de nossos leitores nesta missa especial.

Ninguém melhor do que dom José María Gil Tamayo, bispo de Ávila, para nos explicar o serviço que religiosos e religiosas contemplativas realizam pela e o mundo.


Não perca a Missa internacional por seus entes queridos falecidos. Nós levaremos as suas intenções ao altar – de graça.


Dom José María, qual é a importância, em nossa sociedade hiperativa e hipertecnológica, de mulheres e homens dedicarem suas vidas à oração pela Igreja e pelo mundo?

Eles são um lembrete da presença de Deus em nosso mundo secularizado. Infelizmente, nossa sociedade que remover Deus do horizonte, quer ocultá-lo. Quer restringir os cristãos ao contexto da vida privada e das sacristias. A presença dos contemplativos(as) é um lembrete do primado de Deus: que Deus é a coisa mais importante. E isso é muito bom. E especialmente necessário. Precisamos desses lembretes da presença de Deus. É necessário reivindicar essa presença da vida contemplativa, de monges e monjas. Sem Deus você não tem nada. Ao nos lembrar disso, os contemplativos(as) tornam-se não apenas uma maneira de elevar um grito silencioso a Deus pedindo pelo nosso mundo, pelas pessoas. Eles também nos lembram que Deus nos ama, nos perdoa. Que nos salvou, em seu Filho Jesus Cristo, e nos abraça e conduz à plenitude.

O senhor acha que o mundo católico está realmente ciente do valor que os contemplativos e contemplativas têm, com sua oração constante pela humanidade?

Acredito que perdeu-se um pouco dessa consciência da vida contemplativa, talvez por causa da secularização interna que afetou a própria Igreja. O Papa Francisco nos pede para sermos evangelizadores com espírito, em plenitude. Sem contemplativos, sem mosteiros, não estaríamos vendo a plenitude cristã. Portanto, acredito que o papel dos religiosos e religiosas de clausura deve ser valorizado. Isso é muito importante. Devemos reconhecer nas paróquias, associações, famílias e escolas esse chamado de Deus: Deus chama as almas a se dedicarem à vida contemplativa.

Com esta iniciativa, convidamos qualquer pessoa a enviar suas intenções de oração pelos entes queridos falecidos. O senhor também confia suas intenções de oração aos mosteiros da sua diocese?

Sim. O bispo é um dos que mais precisa de orações por seu ministério e também pela vida da comunidade cristã. Tenho sorte, porque tenho quinze mosteiros em nossa diocese, dos quais cinco são carmelitas. Peço que eles rezem, intercedam por tantas e tantas necessidades que temos. Nós experimentamos isso especialmente este ano: sentindo sua ajuda, sentindo-nos fortalecidos, sentindo-nos nas mãos de Deus… Além disso, Jesus nos diz: “Pedi e vos será dado…”

Neste momento, esta iniciativa em favor do falecido é muito necessária. Não podemos esquecer os fiéis defuntos. É um dever de justiça e caridade. Rezamos por eles, ao mesmo tempo que sentimos a dor da morte e o vazio pela perda.

Como bispo de Ávila, qual o senhor imagina que seria a mensagem de Santa Teresa se ela vivesse hoje?

Eu mudaria o tempo verbal. Não diria “se ela vivesse hoje”, mas “ela vive hoje”. Ele vive nos mosteiros, nos religiosos e religiosas, vive em seus escritos e também através da presença da comunhão dos santos.

Tags:
MorteOraçãoReligiosos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia