Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 20 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Papa: a única coisa que podemos fazer nos momentos de dificuldade

Pope Francis Audience

Antoine Mekary | ALETEIA

Reportagem local - publicado em 10/11/21

Francisco explicou a atitude que devemos ter quando nos sentimos "desanimados, fracos, às vezes marginalizados em relação ao estilo de vida da mentalidade mundana"

Quando surgir o desânimo e o cansaço, a atitude que devemos ter é “despertar” Cristo que está dentro de nós.

Em sua última catequese da série sobre a Carta aos Gálatas, hoje, na Sala Paulo VI (Vaticano), o Papa falou sobre o cansaço que pode diminuir o entusiasmo da fé.

No final deste itinerário de catequeses, parece-me que pode surgir em nós uma atitude dupla. Por um lado, o ensinamento do Apóstolo gera entusiasmo em nós; sentimo-nos impelidos a seguir imediatamente o caminho da liberdade, a «caminhar segundo o Espírito».

De acordo com o Papa, caminhar sempre segundo o Espírito torna-nos livres. Por outro, estamos conscientes das nossas limitações, pois sentimos todos os dias como é difícil ser dócil ao Espírito, para seguir a sua ação benéfica.

Pode então surgir o cansaço que diminui o entusiasmo. Sentimo-nos desanimados, fracos, às vezes marginalizados em relação ao estilo de vida da mentalidade mundana. Santo Agostinho sugere como reagir a esta situação, referindo-se ao episódio evangélico da tempestade no lago. Diz: «A fé de Cristo no teu coração é como Cristo no barco. Ouves insultos, cansas-te, aborreces-te e Cristo dorme. Desperta Cristo, move a tua fé! Até no tumulto, és capaz de fazer algo. Move a tua fé. Cristo acorda e fala contigo… Por isso, desperta Cristo… Acredita no que foi dito e haverá uma grande calma no teu coração» (Sermões 163/B 6).

A barca na tempestade

O Papa explicou que, nos momentos de dificuldade, somos como os apóstolos na barca em meio à tempestade.

E o que fizeram os Apóstolos? Acordaram Cristo que dormia enquanto havia a tempestade; mas Ele estava presente. A única coisa que podemos fazer nos momentos de dificuldade é “despertar” Cristo que está dentro de nós, mas “dorme” como na barca. É assim mesmo. Devemos despertar Cristo no nosso coração e só então poderemos contemplar as coisas com o seu olhar, porque Ele vê para além da tempestade. Através desse seu olhar sereno, podemos ver um panorama que, por nós mesmos, nem sequer é possível divisar.

Segundo Francisco, neste caminho “desafiador mas fascinante” da vida cristã, o Apóstolo lembra-nos que não nos podemos dar ao luxo de nos cansarmos de fazer o bem.

Não vos canseis de praticar o bem. Devemos confiar que o Espírito vem sempre em auxílio da nossa fraqueza e concede-nos o apoio de que necessitamos. Aprendamos então a invocar o Espírito Santo com mais frequência!

Como invocar o Espírito Santo

Em seguida, o Papa explicou como invocar o Espírito Santo.

A oração ao Espírito Santo é espontânea: deve brotar do teu coração. Nos momentos de dificuldade, deves dizer: “Vinde, Santo Espírito!”. A palavra-chave é: “Vinde”. Mas deves dizê-lo com a tua linguagem, com as tuas palavras. Vinde, porque estou em dificuldade; vinde, pois estou na escuridão, na obscuridade; vinde, pois não sei o que fazer; vinde, pois estou prestes a cair. Vinde, vinde! É a palavra do Espírito para chamar o Espírito.

O Papa enfatizou que os católicos devem invocar com mais frequência o Espírito Santo.

Podemos fazê-lo com palavras simples, em vários momentos do dia. E podemos levar conosco, talvez dentro do nosso Evangelho de bolso, a bela oração que a Igreja recita no Pentecostes: «Vinde, Santo Espírito / E mandai do céu um raio da vossa luz / Vinde, Pai dos pobres / Vinde, ó Distribuidor dos bens / Vinde, ó Luz dos corações! / Vinde, Consolador ótimo / doce Hóspede e suave alegria das almas / Vinde aliviar os trabalhos…». Vinde! E continua assim, é uma linda oração.

Nesse sentido, o Papa Francisco afirmou que “esta prece ajudar-nos-á a caminhar no Espírito, na liberdade e na alegria, pois quando o Espírito Santo vem, vem a alegria, a verdadeira alegria”.

Tags:
BíbliaJesusPapa FranciscoVida Cristã
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia