Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 27 Janeiro |
Beato Jorge Matulaitis 
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Roma se une para o Dia Mundial dos Pobres

JEDZENIE DLA BEZDOMNYCH

Shutterstock

I.Media para Aleteia - publicado em 10/11/21

5 toneladas de macarrão, uma tonelada de arroz e muito mais foram doados para a iniciativa

Missa com o Papa, toneladas de macarrão e molho de tomate, milhares de kits de saúde, ajuda no pagamento de contas de luz… a cidade de Roma se mobiliza para o Dia Mundial dos Pobres, este domingo, seguindo o pedido do Papa Francisco de não esquecer os mais vulneráveis.

O programa deste V Dia Mundial dos Pobres (Francisco estabeleceu o dia durante o Jubileu da Misericórdia) traz uma peregrinação especial do Papa e de um grupo de pessoas em situação de pobreza a Assis, em 12 de novembro.

No próprio Dia Mundial, domingo, 14 de novembro, o Papa celebrará a missa das 10h na Praça de São Pedro. O grupo de Roma é formado por cerca de 2.000 pessoas desfavorecidas, que são assistidas por vários programas sociais na cidade.

Outras iniciativas

Após a missa, uma refeição será distribuída a todos. Outras iniciativas de caridade também estão planejadas na Diocese de Roma.

Em parceria com a rede de supermercados Elite, cestas de alimentos serão distribuídas para cerca de 40 albergues que acolhem mães em dificuldade com seus filhos.

Outras empresas se juntaram à iniciativa e oferecerão um total de cinco toneladas de macarrão, uma tonelada de arroz, duas toneladas de molho de tomate, 1.000 litros de óleo e 3.000 litros de leite, além de produtos para bebês.

Cerca de 5.000 kits de primeiros socorros serão fornecidos a cerca de 60 paróquias romanas, para serem distribuídos às famílias mais pobres.

Dificuldades

Além disso, em um momento em que o aumento de 15% a 30% nos preços da energia pesa muito sobre as famílias italianas, a companhia de seguros UnipolSai ajudará 500 famílias em dificuldade a pagar sua conta de gás e luz.

E em outra iniciativa na Praça de São Pedro, voluntários do Hospital Universitário de Tor Vergata e da Cruz Vermelha Italiana oferecerão testes de hepatite C e HIV durante toda a tarde de 14 de novembro.

Proximidade aos pobres

Na mensagem do Papa para este dia, divulgada em junho, o Papa refletiu:

O rosto de Deus que Ele revela é o de um Pai para os pobres e próximo dos pobres. Toda a obra de Jesus afirma que a pobreza não é fruto duma fatalidade, mas sinal concreto da sua presença no nosso meio. Não O encontramos quando e onde queremos, mas reconhecemo-Lo na vida dos pobres, na sua tribulação e indigência, nas condições por vezes desumanas em que são obrigados a viver. Não me canso de repetir que os pobres são verdadeiros evangelizadores, porque foram os primeiros a ser evangelizados e chamados a partilhar a bem-aventurança do Senhor e o seu Reino. Os pobres de qualquer condição e latitude evangelizam-nos, porque permitem descobrir de modo sempre novo os traços mais genuínos do rosto do Pai. 

Jesus não só está do lado dos pobres, mas também partilha com eles a mesma sorte. Isto constitui também um forte ensinamento para os seus discípulos de todos os tempos. As suas palavras – «sempre tereis pobres entre vós» – pretendem indicar também isto: a sua presença no meio de nós é constante, mas não deve induzir àquela habituação que se torna indiferença, mas empenhar numa partilha de vida que não prevê delegações. Os pobres não são pessoas «externas» à comunidade, mas irmãos e irmãs cujo sofrimento se partilha, para abrandar o seu mal e a marginalização, a fim de lhes ser devolvida a dignidade perdida e garantida a necessária inclusão social. Aliás sabe-se que um gesto de beneficência pressupõe um benfeitor e um beneficiado, enquanto a partilha gera fraternidade. A esmola é ocasional, ao passo que a partilha é duradoura. A primeira corre o risco de gratificar quem a dá e humilhar quem a recebe, enquanto a segunda reforça a solidariedade e cria as premissas necessárias para se alcançar a justiça. Enfim os crentes, quando querem ver Jesus em pessoa e tocá-Lo com a mão, sabem aonde dirigir-se: os pobres são sacramento de Cristo, representam a sua pessoa e apontam para Ele.

Tags:
Doutrina Social da IgrejaJustiçaPobreza
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia