Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Agosto |
São Ponciano
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Autoridades argentinas patrocinam exposições de arte ofensivas aos cristãos

Argentina

© Pixabay

Francisco Vêneto - publicado em 11/11/21

Médicos Católicos de Buenos Aires denunciam "manifestações francamente ofensivas" à fé católica: "existe uma intenção por trás"

O governo argentino está patrocinando exposições de arte ofensivas aos cristãos por atacarem símbolos centrais da fé, denunciou a arquidiocese de Buenos Aires.

O cardeal arcebispo dom Mario Poli e seus bispos auxiliares criticaram a mostra ArteBA 2021 por incluir obras que deturpam o significado de símbolos religiosos particularmente caros aos cristãos, como a cruz. Eles também deploraram a mostra “Buscando a Crista”, igualmente realizada na capital do país e ostensivamente agressiva contra os cristãos.

Segundo informações da agência ACI Prensa, uma das performances mais aberrantes entre as recentes exposições de arte ofensivas aos cristãos foi desempenhada por um homem que se dependurou de um imenso arremedo de rosário preso ao teto de uma galeria, enquanto fazia gestos eróticos e chegava a masturbar-se. O público reagiu com veementes protestos à explícita agressão travestida de “arte”. No último dia 8 de novembro, uma multidão de leigos católicos se organizou para rezar um rosário em desagravo, durante três horas contínuas, diante do centro cultural que sediava a exposição blasfema.

Em sua declaração, os bispos da capital argentina destacaram que, “em todas as culturas e para cada um de nós, a mãe ocupa um lugar único – mais ainda a Mãe do céu, a Virgem Mãe, por quem o povo argentino tem carinho e veneração toda especial. Quando a Mãe de Deus e os objetos sagrados são associados a símbolos que nada têm a ver com o que representam para tantos de nós, é natural que surjam a dor, a raiva, a perplexidade e o repúdio”. Em paralelo, os bispos lamentaram ainda que a arte seja deturpada em expressões que “não constroem a amizade social tão necessária em nossa pátria”.

Exposições de arte ofensivas aos cristãos

Os ataques à fé não são novidade na Argentina. Em outubro passado, a exposição “Amar, Lutar, Viver” também apelava para imagens dessacralizadas de Nossa Senhora. No mesmo mês, uma apresentação no teatro Colón projetou textos ofensivos contra a Santíssima Virgem, escritos pela teóloga feminista argentina Marcella Althaus-Reid. Em 2019, um centro cultural de Buenos Aires realizou a mostra “Virgem Aborteira”.

Até o Consórcio de Médicos Católicos de Buenos Aires acusou abertamente o Ministério da Cultura da capital argentina de endossar, “já faz algum tempo”, “frequentes manifestações francamente ofensivas a todos nós que professamos a fé católica”. Descrevendo-as como “de mau gosto”, os médicos acrescentaram que tais manifestações “estão longe de ser consideradas demonstrações de arte”.

Por fim, os médicos consideram que “não se pode deixar de pensar que por trás dessas apresentações existe uma intenção” – e chegam a apontar qual é: “atrair o voto dos jovens” nas eleições parlamentares deste próximo 14 de novembro, embora “errando na avaliação que fazem da juventude” e “subestimando os jovens ao acharem que podem enganá-los mimetizando a sua postura com a de uma ‘pseudocultura’ que se esqueceu do respeito pelas crenças do outro”.

Tags:
ArteIdeologiaPerseguiçãoReligião
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia