Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 22 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

É errado brigar com Deus?

shutterstock_1045189696.jpg

Shutterstock

Ricardo Sanches - publicado em 12/11/21

No momento do sofrimento, muitos discutem com Deus. Até um dos padres mais queridos do Brasil admite que já brigou com Nosso Senhor

Na canção “

“, o Padre Zezinho narra uma situação que, certamente já aconteceu com você. Geralmente é assim: diante de uma dificuldade, a gente tende a duvidar de Deus, a questioná-lo, a discutir com ele. O sacerdote, inclusive, dedica a música aos pais que já passaram pela imensa dor de perder um filho.

Dizem alguns trechos da letra:

“Admito que eu briguei com Deus porque não respondeu
Quando eu Lhe perguntei por quê?”

“Doeu demais e, quando dói do jeito que doeu
A gente chora, grita e urra e põe pra fora aquela dor
E desafia o Criador e quem se mete a defendê-lo”

“Briguei com Deus, briguei com Deus
E se eu briguei foi por saber que Deus ouvia”

É errado brigar com Deus?

Somos humanos e, por isso, é normal que tenhamos dúvidas e queiramos ter respostas para os nossos questionamentos. Deus sabe de tudo, até dos nossos sentimentos mais íntimos. Então, é melhor ser sincero com ele, desabafar (sem ofendê-lo). Isso fará com que não afundemos em uma crise de fé.

É importante encararmos as nossas dúvidas sem medo e sem perder a confiança em Deus. Quando não damos voz às nossas dúvidas por medo de brigar com Deus ou magoá-lo, corremos o risco de acumularmos mais dúvidas. Isso pode nos fazer afundar em uma profunda crise de fé.

Não estamos, de forma alguma, dizendo que é certo brigar com Deus. Mas se isso acontecer, saiba que ele vai perdoar, pois ele tudo perdoa.

Brigar não resolve

Geralmente nós brigamos até mesmo com quem amamos. Mas isso não adianta nada. Uma conversa aberta, franca e sem rancores é o melhor jeito de resolver os problemas.

O mesmo acontece com Deus. Se tivermos intimidade com ele (e é bom que tenhamos), podemos, respeitosamente, ter esse papo aberto. E Nosso Senhor irá nos mostrar os caminhos do entendimento.

Repetindo: brigar com Deus não resolve nada, pois, embora nunca possamos realmente saber o motivo pelo qual ele permite que certos males ocorram, podemos ter certeza de que ele faz isso para nosso bem.

Nem sempre queremos ouvir isso. Mas precisamos nos lembrar que o sofrimento aproxima as pessoas de Deus. Então, por que não transformar a briga e a raiva em proximidade fecunda?

Fazer as pazes com Deus

Enfim, se você já brigou com Deus, não hesite em fazer as pazes com ele. A reconciliação garantirá a paz de espírito de que você tanto precisa. Além disso, essa proximidade com o Criador nos restitui e garante a nossa salvação. Como fazer isso? Através da oração, dos sacramentos e da leitura das Sagradas Escrituras.

“Reconcilia-te, pois, com Deus e faze as pazes com ele: é assim que te será de novo dada a felicidade”

(Jó 22, 21)

Tags:
DeusPazSofrimento
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia