Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 08 Dezembro |
Imaculada Conceição de Nossa Senhora
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

O que fazer para parar de sofrer?

ZMIANA MYŚLENIA

TrifonenkoIvan | Shutterstock

Guillermo Dellamary - publicado em 15/11/21

Muitos acabam se acostumando com a ideia de que a vida é feita apenas de sofrimento. Veja como superar essa tendência negativa

Algumas pessoas acreditam que sofrer o tempo todo é inevitável. Pessoas assim correm o risco de perder a vitalidade e a esperança. Elas sonham com um milagre que mude o curso de suas vidas. Ou seja, esperam que a solução venha de fora.

Esse tipo de atitude acaba fazendo com que a pessoa se torne uma vítima passiva das dificuldades que enfrenta.

Mas a vida é mesmo assim?

Tais pessoas se adaptam à ideia de que a vida é mesmo assim e que você não tem opções, vivendo em um estado mental de submissão e fraqueza diante da realidade.

De fato, quando crianças, vivenciamos esse imenso sentimento de dependência. Ou seja, precisamos da ajuda total de nossos pais para sobreviver. É certo que, na infância, conhecemos o sentimento de estar à mercê dos altos e baixos do nosso entorno, sem poder fazer nada a respeito, além do que os adultos poderiam fazer por nós.

A mudança acontece quando amadurecemos. Quer dizer, à medida que crescemos, temos de nos libertar da mentalidade infantil, a qual quer forçar sobre nós a dependência e a passividade. Assim, com o amadurecimento, você passa a ser capaz de resolver dificuldades e desafios de uma maneira mais pessoal e autônoma.

Primeira chave para sair do sofrimento: superar a mentalidade infantil

Aqui está a primeira chave para sair do sofrimento. É preciso superar a mentalidade subjetiva infantil, que é baseada na dependência, na impotência e na passividade submissa de crer que são os outros que virão salvá-lo(a), sem acreditar que você mesmo tem de ser a sua própria solução.

Certamente, estamos nas mãos de Deus, e muitas situações não estão fora do nosso controle. Mas, ao menos em relação às coisas que estão ao nosso alcance, devemos assumi-las firmemente e executá-las com toda confiança e determinação.

PENSE

Trata-se de erradicar a fantasia e o pensamento mágico da infância, dando lugar à inteligência objetiva. Assim, paramos de nos afligir por esse sentimento de desamparo, que nos leva a esperar que alguém venha nos salvar do sofrimento.

Chega de se sentir impotente, indefeso(a), desprotegido(a), vulnerável; chega de achar-se incapaz. É preciso barrar esse pensamento de desolação que te impede de fazer o que é necessário para parar de sofrer.

Trata-se de mudar da atitude passiva para a proativa, fazer as mudanças necessárias e tomar as ações apropriadas, criando um ambiente mais maduro, independente, autossuficiente. Isso com a convicção de que você está fazendo a sua parte, e não apenas esperando melancolicamente..

Lute por melhorias, dia após dia. É uma das características mais importantes que devemos desenvolver para superar as dificuldades e os fracassos que nos levam ao sofrimento.

Segunda chave para sair do sofrimento: abandonar as expectativas irreais

A outra chave importante é parar de ter expectativas fantasiosas e irreais que não estão ao alcance do esforço e dos recursos que temos. É o drama de querer que o mundo ou as pessoas não sejam o que de fato são. É o drama de não saber aceitar a realidade. Pessoas assim ficam esperando, e com isso sofrendo, porque não podem controlar o mundo nem os outros.

Ou seja, é preciso reconhecer que as coisas não vão mudar simplesmente porque você quer. Claro, tudo pode (e deve) melhorar. Mas enquanto isso não acontece do jeito que você espera, não fique com raiva nem atormentado.

Pois viver excessivamente estressado por que as coisas são do jeito que são é algo muito desgastante. E, além disso, conduz ao sofrimento contínuo. Em suma, se você vai sofrer, que seja por algo que realmente merece. Que não seja por tanta bobagem que acontece no dia-a-dia.

Conclusão

Então, precisamos, por um lado, superar a mentalidade passiva da infância. E, por outro, parar de nos atormentar com ideais inatingíveis, que só geram frustrações. Esse é o caminho para deixar para trás o sofrimento desnecessário e passar a aproveitar melhor a vida.

Tags:
DepressãoEstresseSofrimento
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia