Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 05 Dezembro |
São Saba
Aleteia logo
Cultura e Viagem
separateurCreated with Sketch.

Entenda por que só as fontes de Roma já valem a sua viagem

AQUA PAOLA

Shutterstock | essevu

Maria Paola Daud - publicado em 15/11/21

Verdadeiras obras-primas embelezam as ruas e praças da Cidade Eterna. Conheça as mais famosas

O poeta P. B. Shelley dizia que só as fontes de Roma já justificavam uma viagem à Cidade Eterna.

E isso é uma grande verdade, pois as fontes (fontanas, em italiano) são obras-primas que você pode encontrar em inúmeras praças, ruas e cantos de Roma.

Há cerca de 2.000 fontes em Roma, muitas tão antigas quanto a própria cidade, já que os antigos romanos tinham uma grande paixão por essa forma de arte.

Para os romanos, a água era considerada um presente dos deuses, portanto era sagrada. O deus que protegia as nascentes era chamado de Fons.

Os romanos construíram grandes aquedutos para poder levar a água dos lagos dos arredores da cidade, que às vezes viajava por quase 50 km.

Confira agora 11 das mais importantes (e impressionantes) fontes de Roma.

1. Fontana di Trevi

Fontana di Trevi Roma

A monumental Fontana di Trevi é a maior fonte de Roma; e, no entanto, está quase escondida entre as construções da praça que leva seu nome.

O nome Trevi deriva das palavras Tre vie (três estradas) e indica o ponto onde convergem as três ruas que conectam a praça.

Segundo a lenda, a 20 km de Roma, os soldados de Marco Vipsânio Agripa, que retornaram à cidade após uma de suas muitas campanhas militares, estavam tremendamente sedentos.

Naquele momento, uma virgem apareceu para eles indicando o lugar onde estava a acqua virgo, que em latim significa água pura. Na própria Fontana de Trevi, essa lenda é retratada em um baixo-relevo à sua direita.

2. Fontana dell’Acqua Paola

AQUA PAOLA

Popularmente conhecida como er fontanone (a grande fonte) por suas dimensões, está localizado no alto da colina Gianicolo.

Construída como ponto final do aqueduto de Trajano entre 1610 e 1614 a pedido do Papa Paulo V (Paolo V), é por isso que é chamado de Acqua Paola.

Pode-se dizer que essa Fontana é uma obra-prima da reciclagem, pois foram usados descartes de outras ruínas em sua construção.

Por exemplo, as colunas que a adornam são da antiga basílica de São Pedro.

É a fonte que aparece na primeira cena do premiado filme A Grande Beleza.

3. Fontana dei Quattro Fiumi

Essa é a famosa fonte da Piazza Navona, situada em frente à igreja de Sant’Agnese in Agone. Foi projetada pelo escultor e arquiteto Gian Lorenzo Bernini.

Trabalho de escultura e arquitetura barroca, a fonte retrata os quatro principais rios (Quattro Fiumi) da Terra, um para cada continente conhecido na época: Danúbio, Ganges, Nilo e Rio da Prata.

4. Fontana dei Leoni

POPOLO

Está localizada no centro da Piazza del Popolo, adornando o obelisco flamínio.

São quatro pequenas fontes nos cantos das escadas que levam à base do obelisco. Foram projetadas por Valadier e trazem leões de mármore branco em estilo egípcio.

5. Fontana delle Naiadi

NAIADI

Está localizado na centro da Piazza de la Republica, muito perto da estação Termini.

Foi inaugurada em 1888. É o ponto final do aqueduto Acqua Pia Antica Marcia.

A fonte é uma grande piscina circular, dentro da qual há outras três piscinas concêntricas de maior altura.

É adornada por estátuas de bronze das Náiades (as deusas protetoras do casamento, obras de Mario Rutelli).

6. Fontanas da Praça de São Pedro

Ainda que essas fontes pareçam ter sido construídas simultaneamente, têm vários anos de diferença.

A mais antiga, perto do Palácio Apostólico, data de 1490, mas foi completamente reconstruída em 1614 por Carlo Maderno.

Sua “irmã gêmea”, localizada no lado oposto da praça, foi construída por Carlo Fontana ou Gian Lorenzo Bernini em 1677.

Cada uma tem a insígnia dos papas das duas épocas em que foram construídas: Paulo V e Clemente X.

7. Fontana da Piazza Rotonda

ROME

Está localizada em frente ao Panteão. É obra de Giacomo Della Porta, iniciada em 1575.

No início do século XVIII, o Papa Clemente XI decidiu equipá-la com um pequeno obelisco apoiado sobre pedras, em vez da bacia central.

8. Fontana della Barcaccia

BARCACCIA

Localizada na famosa Piazza Spagna. Foi construída entre 1627 e 1629 por Pietro Bernini, pai de Gian Lorenzo.

De acordo com a lenda, Pietro Bernini lhe deu a forma de uma embarcação para recordar o barco que encalhou ali no grande dilúvio do Tibre, no Natal de 1598.

Na verdade, o artista resolveu um problema técnico com a pressão da água, que era muito fraca para ele fazer uma fonte mais alta. Assim, ele optou pela forma de um barco que se enche de água, como se estivesse afundando.

9. Fontana dell’Acqua Felice

FELICE

Criada por Giovanni Fontana em 1587, é uma enorme fachada, composta por três nichos divididos por colunas.

Os dois nichos laterais abrigam esculturas que representam cenas bíblicas relacionadas à água, enquanto o nicho central traz uma controversa estátua de Moisés fazendo brotar água das rochas.

De acordo com os romanos, a estátua de Moisés é tão feia que deveria ser apelidada de “o Moisés ridículo”.

10. Fontane da Piazza Farnese

CARACALLA

Trata-se de uma fonte que provavelmente pertenceu às antigas Termas de Caracala e depois foi colocada na praça Farnese, na última metade do século XVI.

11. Fontana del Tritone

BARBERINI

Está localizada na Piazza Barberini. É uma das obras mais conhecidas de Gian Lorenzo Bernini, criada em 1643.

Sua peça central traz quatro golfinhos que seguram uma enorme concha, sobre a qual um um Tritão sopra uma outra grande concha, da qual flui a água.

Tags:
ArteCulturaromaViagem
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia