Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 02 Dezembro |
São Cromácio de Aquileia
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Autora de Harry Potter questiona ideologia de gênero e sofre ameaça de morte

J.K. Rowling

Anthony Harvey/Getty Images

Francisco Vêneto - publicado em 25/11/21

J.K. Rowling critica imposição acrítica do "conceito sociopolítico de identidade de gênero" no lugar do "conceito de sexo"

A escritora escocesa J.K. Rowling, criadora do personagem Harry Potter e autora da série de livros protagonizados pelo menino-bruxo, relatou ter sofrido intimidações e ameaças de agressão e até de morte após questionar a ideologia de gênero e a imposição acrítica do “conceito sociopolítico de identidade de gênero” no lugar do “conceito de sexo”.

Rowling citou “três ativistas” a quem qualificou de “agressores”, identificando-os pelos seus perfis na rede social Twitter: @IAmGeorgiaFrost, @Richard_Energy_ e @hollywstars. As três contas, que haviam publicado fotos da casa da escritora mostrando ostensivamente o endereço, foram excluídas da rede social após a viralização da denúncia.

A escritora afirmou:

“Nos últimos anos, tenho visto, horrorizada, que muitas mulheres [ela cita nomes] foram alvo de campanhas de intimidação que vão do assédio nas redes sociais e no trabalho até ameaças diretas de violência, incluindo estupro. Nenhuma dessas mulheres conta com a proteção com que eu conto. Elas e suas famílias foram submetidas a medo e angústia simplesmente porque se recusaram a aceitar acriticamente que o conceito sociopolítico de identidade de gênero deveria substituir o de sexo”.

Rowling desafiou os seus agressores:

“A melhor maneira de provarem que o seu movimento não é uma ameaça para as mulheres seria parando de nos assediar, constranger e ameaçar”.

Ideologia de gênero e biologia

Em junho de 2020, a escritora já havia criticado, via Twitter, um artigo de viés ideológico no tocante a sexo e gênero: a matéria falava de “pessoas que menstruam”, evitando o termo “mulheres”. Rowling questionou: “Pessoas que menstruam? Tenho certeza de que existia uma palavra para essas pessoas”. Ela completou o comentário elencando com ironia algumas palavras fictícias que, em inglês, evocam bastante obviamente o termo “mulheres”.

O comentário da escritora enfureceu ativistas que a acusaram de “transfobia” e retrucaram que há pessoas transgêneros que menstruam, mas não se identificam como mulheres. Seria o caso dos assim chamados homens trans, que, quando nasceram, foram registrados como mulheres porque são biologicamente do sexo feminino, mas, depois, passaram a declarar-se homens, embora continuassem menstruando.

J.K. Rowling se declara feminista e apoiadora das pessoas trans. Entretanto, observa que “não é preciso apagar o conceito de sexo biológico”. Esta concessão, pelo visto, é suficiente para desatar a ira dos que alegam promover a “inclusão” e a “tolerância”, desde que integralmente sob os rígidos ditames da sua própria narrativa ideológica, na qual parecem não caber as discordâncias e questionamentos.

Tags:
CinemaIdeologia de GênerointoleranciaPolítica
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia