Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 02 Dezembro |
São Cromácio de Aquileia
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Mãe acorda do coma instantes antes que aparelhos fossem desligados

Hospital

Rido | Shutterstock

Francisco Vêneto - publicado em 25/11/21

Médicos tinham dito que o quadro era irreversível; a família já tinha comprado o caixão

A mãe de família Bettina Lerman, de 69 anos, esteve a instantes de distância de ter a sua vida arrancada pelo desligamento dos aparelhos que lhe davam suporte vital durante o longo coma de mais de um mês que enfrentou num hospital de Portland, nos Estados Unidos, em decorrência da contaminação pela covid-19.

Os médicos já a tinham desenganado e a família já tinha acatado o conselho deles de autorizar o desligamento dos aparelhos, o que, segundo o jornal Washington Post, chegou a ser agendado para o último dia 29 de outubro. O motivo apresentado pela equipe do hospital eram principalmente os pulmões de Bettina, “totalmente destruídos” segundo eles e em situação irreversível, além de agravantes como a diabetes e uma recente cirurgia para instalação de marcapasso quádruplo.

Andrew, um dos filhos de Bettina, contou à imprensa que um dos médicos lhe havia afirmado que a mãe jamais voltaria a despertar do coma. Com base nessa informação, ele e os irmãos, resignados, já tinham comprado o caixão e preparado o funeral da mãe.

Foi o mesmo Andrew, no dia marcado para o desligamento dos aparelhos, que recebeu uma inesperada ligação do médico, pedindo-lhe que fosse “imediatamente” ao hospital. Assustado e perguntando o que tinha acontecido, Andrew ouviu do médico a extraordinária notícia:

“Está tudo bem. Sua mãe acordou”.

Bettina deixou a UTI e começou um processo de reabilitação com uso de respirador para apoiar o funcionamento dos pulmões debilitados – os mesmos que estavam “totalmente destruídos”. Entre os profissionais do hospital, o caso se tornou conhecido como um “milagre médico”.

A família criou uma página no site GoFundMe para quem quiser ajudar com donativos para os tratamentos de reabilitação de Betttina.

Quando o paciente “irreversível” acorda do coma

Nem tão raros assim, os casos de “quase-desligamento” de aparelhos de pacientes que acordam de estados de coma supostamente irreversíveis estão entre os motivos fáticos que levam a ética cristã a rejeitar a eutanásia.

Tags:
CiênciaCovidmedicinaMilagreSaúde
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia