Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 01 Julho |
Bem-aventurada Madre Assunta Marchetti
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Variante Ômicron é prova de que vacinas devem ser distribuídas com igualdade 

VACCINATION

PhotoAdventure Studio | Shutterstock

Octavio Messias - publicado em 01/12/21 - atualizado em 01/12/21

Nova mutação do vírus demonstra que enfrentamento ao vírus só produzirá efeito se for coletivo 

Em seu tradicional pronunciamento de Páscoa na Basílica São Pedro, em abril deste ano, o Papa Francisco suplicou que a distribuição de vacinas contra a Covid 19 fosse feita de maneira igualitária e humanitária, tanto nos países ricos quanto nos mais pobres. “No espírito de um ‘internacionalismo das vacinas’, convoco toda a comunidade internacional ao compromisso de superar as desigualdades na distribuição e promover a partilha, especialmente às nações mais pobres”, disse o pontífice. 

Infelizmente o Papa não foi escutado e enquanto países de primeiro mundo, ou até mesmo o Brasil, estão aplicando a terceira dose na população, as nações mais pobres permanecem desassistidas. E o resultado direto disso é a variante Ômicron, que foi inicialmente identificada a partir de uma amostra coletada em 9 de novembro em Botsuana, e reportada à Organização Mundial de Saúde, no dia 24, pelo país vizinho África do Sul, onde as infecções aumentaram de forma abrupta nas últimas semanas. 

Ainda não é possível afirmar que a nova mutação do vírus tenha surgido em continente africano, uma vez que a Holanda confirmou nesta terça-feira que a variante já estava em circulação pelo país antes da notificação da África do Sul. Mas podemos dizer que ela se espalha com muita rapidez – em uma semana, já foi identificada em mais de 20 países –, e que os povos mais vulneráveis, com menos acesso a vacinas e outras medidas de proteção (como máscaras e distanciamento social) são os mais afetados. Um bom exemplo é o da variante P1, que surgiu no começo do ano no interior Amazonas, onde a maioria dos municípios ainda não vacinou nem metade de sua população.

Casos

Na tarde desta terça-feira, a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo e o Instituto Adolfo Lutz confirmaram os primeiros dois casos de Ômicron no Brasil. Trata-se de um casal de missionários, um homem de 41 anos e uma mulher de 37, que vieram da África do Sul para visitar parentes. Eles desembarcaram no Brasil em 23 de novembro, um dia antes da notificação do país africano à OMS, e embarcarariam de volta no dia 25, mas foram retidos no aeroporto após o exame dar positivo para Covid-19.

Por enquanto, sabe-se que a Ômicron se espalha com mais facilidade do que outras variantes, mas a cepa parece menos letal do que, por exemplo, a Delta. Em uma semana, ainda não há registros oficiais de óbitos causados pela nova nova mutação do vírus. Ainda assim, sua disseminação relâmpago reforça a importância da vacinação, incluindo as doses de reforço onde estiverem disponíveis. Como escreveu Atila Iamarino, pesquisador e influenciador no assunto: “O caminho que qualquer variante trilha é o mesmo: vulneráveis desprotegidos”. O Papa Francisco já tinha avisado. 

Tags:
CovidInformações sobre vacina contra COVID-19Pandemia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia