Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 28 Novembro |
Santos Papiniano e Mansueto, bispos de Vita e Urúsi 
Aleteia logo
Cultura & Viagem
separateurCreated with Sketch.

Uma carta de amor à Verona católica

VERONA ITALY

Olena Z | Shutterstock

Bret Thoman, OFS - publicado em 07/12/21

A cidade de Verona é uma das mais bonitas do norte da Itália

Localizada a pouco mais de 100 km a oeste de Veneza, na região de Vêneto, os fãs de Shakespeare reconhecerão Verona como o local da disputa histórica entre os Montecchios e os Capuletos em Romeu e Julieta. Uma varanda lembra o cenário de uma cena famosa.

Outros locais famosos incluem um anfiteatro romano. Concluído em 30 d.C., é a terceira maior arena da Itália depois do Coliseu de Roma e uma outra arena, em Cápua. O interior bem preservado ainda é usado até hoje para shows e óperas durante o verão.

Devido à sua estrutura urbana e arquitetura bem preservadas que datam da antiga época romana, da Idade Média e do Renascimento, Verona foi declarada Patrimônio Mundial da UNESCO.

Além de seu atrativo turístico, há um grande significado religioso em Verona. Tem inúmeras igrejas importantes repletas de magníficas obras de arte.

Uma peregrinação a Verona

Qualquer visita de peregrinação a Verona deve começar no Duomo (catedral), dedicado a Nossa Senhora da Assunção.

De acordo com a tradição, São Zenão – o santo padroeiro de Verona – construiu a primeira basílica da cidade em meados do século IV na área abaixo ou próxima à atual catedral.

Acredita-se que ele nasceu na Mauritânia, na África, e por esse motivo ele é conhecido como o Vescovo Moro, ou “bispo mouro”.

Ele foi instruído e educado na escola de retórica africana. Numerosos sermões nos quais ele evangelizou, confrontou o paganismo e refutou o arianismo sobreviveram ao tempo.

Não se sabe quando e em que circunstâncias São Zenão veio para Verona. De acordo com fontes hagiográficas, ele continuou a viver em austeridade e simplicidade, tanto que pescava suas próprias refeições no rio Adige, que atravessa a cidade. Por essa razão, ele é o protetor dos pescadores de água doce.

Estilo românico e gótico

O exterior da atual catedral foi construído em estilo românico no século XII, depois que a antiga igreja cristã foi destruída por um terremoto. O interior foi remodelado no estilo gótico nos séculos XV e XVI.

No interior, a catedral possui esculturas românicas, artefatos cristãos primitivos e obras de arte importantes. As três primeiras capelas em cada nave lateral abrigam obras de arte renascentistas de artistas veroneses. A pintura da Assunção é atribuída ao famoso artista veneziano Ticiano.

Os restos mortais de São Zenão estão guardados em uma cripta abaixo da catedral.

Basílica de São Zenão

Outra igreja, talvez a igreja medieval mais importante de Verona, é dedicada exclusivamente ao santo padroeiro. A Basílica de San Zeno Maggiore foi fundada no século V e é considerada uma obra-prima da arquitetura românica lombarda. Possui uma magnífica fachada românica, portas de bronze e importantes obras de arte.

A igreja atual foi construída no local onde o túmulo de Zenão foi colocado originalmente. No início do século IX, a mando do rei da Itália, Pepino (que julgou impróprio que o corpo do santo padroeiro descansasse em uma igreja pobre), foi transferido para o local atual na catedral.

Por volta do final do século XI, um projeto de renovação começou a levar-la ao estilo românico atual. Entre suas obras de arte está uma obra-prima de Andrea Mantegna, o retábulo de São Zenão.

Basílica de São Lourenço

Outra igreja medieval importante em Verona é a Basílica de San Lorenzo. Construída no local de outra igreja antiga, a igreja atual data de cerca de 1177. Foi construída com listras alternadas de tijolo e pedra e tem duas torres cilíndricas, abrigando escadas espirais.

Outras igrejas notáveis em Verona incluem a Igreja de San Giorgio in Braida, que possui uma obra-prima de Paolo Veronese, O Martírio de San Giorgio.

Por fim, a cerca de 25 km de Verona está o impressionante Santuario della Madonna della Corona.

Incrivelmente, o santuário está situado na frente de um penhasco. A 774 metros acima do nível do mar, oferece uma vista incrível da paisagem circundante.

Os peregrinos corajosos o suficiente podem percorrer o antigo Caminho do Peregrino da cidade de Belluno Brentino até o santuário. Acessível apenas a pé, parcialmente escavada no cume, a subida de 600 metros é feita por dezenas de milhares de peregrinos todos os anos.

Tags:
EuropaHistóriaperegrinacaoViagem
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia