Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 07 Agosto |
São Sisto II
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

“Cometa de Natal”: o que é e como observar sua aparição única na Terra

shutterstock_525077806.jpg

Shutterstock

Ricardo Sanches - publicado em 08/12/21 - atualizado em 08/12/21

A passagem do cometa é considerada rara e poderá ser vista apenas em dezembro de 2021

O cometa Leonard, que foi descoberto no início de 2021, está se aproximando da Terra e poderá ser visto a olho nu no mês de dezembro. E é por isso que ele recebeu o apelido de “Cometa de Natal”.

O cometa poderá ser visto de praticamente todo o globo terrestre. De acordo com os astrônomos da Nasa, na América Latina o “Cometa de Natal” poderá ser observado a olho nu entre os dias 12 e 14 de dezembro. A previsão é que, nesta data, ele estará em sua trajetória mais próxima da Terra (a cerca de 35 milhões de quilômetros de distância).

Mas a observação, claro, vai depender das condições meteorológicas. E será preciso acordar cedo, pois, segundo as estimativas, ele será avistado pouco antes do amanhecer.

“Cometa de Natal”: oportunidade única

O cometa Leonard foi descoberto em 3 de janeiro de 2021 pelo astrônomo americano Gregory J. Leonard. Naquele dia, o corpo celeste estava estava entre Marte e Júpiter. A partir daí, os cientistas traçaram a sua órbita, que está seguindo em direção ao Sol.

A estimativa dos astrônomos é que esta viagem orbital tenha começado há 35 mil anos. Por isso a aparição do Leonard é considerada um fato importante.

Outro fato curioso é que, em 3 de janeiro de 2022, o “Cometa de Natal” deverá atingir seu ponto mais próximo do Sol. A trajetória é unilateral, ou seja, depois disso, ele nunca mais poderá ser visto.

Então, não perca esta oportunidade única! Mas, atenção: os astrônomos lembram que a visualização de um cometa é difícil e que para avistar o Leonard o ideal é utilizar uma luneta ou binóculos.

Estrela de Belém

Em 2020, outro fenômeno astronômico chamou a atenção na época do Natal. Um raro alinhamento entre Júpiter e Saturno criou uma luz excepcionalmente brilhante no céu. Por causa da luminosidade, o acontecimento – que não acontecia há 800 anos – foi batizado de “Estrela de Belém” ou “Estrela de Natal”. Clique aqui e veja as belas imagens do fenômeno que fez muita gente ficar de olho no céu.

Tags:
CéuCiênciaNatal
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia