Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 21 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Fiel quer saber: por que a Igreja não proíbe cenas de casamento em novelas?

Cenas de casamento

Leonardo Miranda/Unsplash | CC0

O São Paulo - publicado em 16/12/21

Pe. Cido explica: o caminho não é a censura, mas a boa formação da capacidade de discernimento

As cenas de casamentos na ficção foram o assunto abordado nesta semana pelo pe. Cido Pereira, que mantém uma coluna de perguntas e respostas no jornal O São Paulo, da arquidiocese paulistana. Ele recebeu a seguinte indagação da leitora Juraci, de Guarulhos:

“Por que a Igreja não proíbe as novelas de fazerem cenas de casamento?”

O pe. Cido então esclareceu:

“A resposta é muito simples, Juraci. Embora possamos criticar a visão muitas vezes distante da moral cristã, outras vezes profundamente desrespeitosas à dignidade da família, as novelas veem o casamento na Igreja com uma certa seriedade. Por isso, o casamento na Igreja acontece em muitas novelas para afirmar o amor de um casal”.

Cenas de casamento em novelas

Observando que o real desafio não está nas encenações de casamentos, mas no próprio conceito que se tem do compromisso matrimonial, o sacerdote prosseguiu:

“E, como são mostrados nas novelas gestos e palavras da celebração católica do Matrimônio, eu não vejo grandes problemas porque quem assiste a novelas sabe que ali está sendo encenado um casamento e não se trata de um verdadeiro Matrimônio, mas apenas o uso de ritual para se contar uma história”.

Censura não é o caminho; boa formação sim

A respeito da ideia de “intervenção” da Igreja para proibir esse tipo de cena, o pe. Cido observou:

“Eu entendo também, Juraci, que o que precisamos ter é uma chave de leitura que nos ajude a ‘ler’ as novelas como novelas e não como realidade. Além disso, Juraci, a censura à imprensa e aos espetáculos não faz bem ao País. Já vivemos isso nos tempos da ditadura, e a Igreja foi vítima de tentativas do uso da mordaça”.

Por fim, o sacerdote convidou ao discernimento:

“Cabe a nós, cristãos, repito, aprender a ler e assistir com senso crítico. A censura mais correta nós é que devemos fazer, usando nossa sensibilidade e nossa visão ao que nos expomos diante das mensagens que nos apresentam. À Igreja cabe a missão de nos dar os critérios para a escolha do que devemos assistir. Fique com Deus, Juraci”.

Tags:
CasamentoPadresSacramentostelevisao
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia