Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 17 Agosto |
Santa Joana da Cruz
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

4 comentários sobre um dos discursos de Natal mais comoventes da rainha Elizabeth

000_9V748Q-1.jpg

Victoria Jones / POOL / AFP

Cerith Gardiner - publicado em 28/12/21

Este ano, o discurso da soberana britânica foi a mais doce declaração de amor por seu falecido marido

Muitos britânicos pararam para assistir ao discurso anual de Natal da rainha Elizabeth 2ª. Estavam curiosos para saber como ela se dirigiria aos súditos no ano em que ela enfrentou a morte de seu amado marido Philip por Covid-19.

Apesar do ano difícil, a soberana britânica apareceu em um vermelho festivo e com o broche de safira que ela costumava usar nos momentos-chave de sua vida com o príncipe Philip. No entanto, embora certamente estivesse vestida para a ocasião, parecia um pouco abatida e mais vulnerável.

No discurso, Elizabeth 2ª revelou um lado dela que muitos não conheciam. Além disso, recorreu à sua fé e usou suas experiências recentes para tentar inspirar outras pessoas neste novo ano.

Uma esposa orgulhosa e amorosa

De fato, o discurso de Natal deste ano foi uma declaração pessoal de amor da rainha por seu falecido marido. Elizabeth abordou sua própria dor de perder seu “amado Philip”, destacando como é difícil enfrentar o Natal depois de perder um ente querido.

Ela também falou sobre algumas das coisas que ela mais apreciava em seu marido: “seu senso de dever, sua curiosidade intelectual e a capacidade de tirar graça de qualquer situação eram irreprimíveis”, disse.

A soberana ainda acrescentou: “Aquele travesso e questionador brilho era tão forte no final e no primeiro dia que eu olhei para ele”.

Famiglia-Cristiana_cover.jpg

O conforto da família

No entanto, apesar de sua perda dolorosa, a rainha falou das pequenas alegrias que o período de Natal traz. Ela lembrou daquelas tradições familiares que trazem grande conforto: “um cântico de Natal, desde que a melodia seja conhecida” e “um filme preferido que já sabemos o final”.

De fato, é exatamente essa sensação de familiaridade que traz tanta segurança em um mundo que parece incerto. O Natal pode fornecer um pouco de descanso para nos concentrarmos no que realmente importa.

Esperança

Boa parte do discurso da rainha foi dedicada ao tema “esperança” – algo que não tem sido tão fácil com a pandemia e as dificuldades financeiras, práticas e emocionais que se seguiram para muitas famílias.

Como ela afirma, seu falecido marido estava interessado em “passar o bastão”, criando oportunidades para os mais jovens através do programa de desenvolvimento que ele criou.

O Natal conversa com a criança dentro de todos nós

Por fim, a rainha falou sobre o significado do Natal e, embora seja uma celebração tantas vezes dedicada às crianças, é importante lembrar que a data pode “falar à criança dentro de todos nós”.

Como a rainha Elizabeth destacou: “Mesmo com uma risada familiar faltando este ano, haverá alegria no Natal, pois teremos a chance de relembrar e ver novamente a maravilha da época festiva através dos olhos de nossos filhos pequenos.”

E é olhando para outra criança, o Menino Jesus, que podemos ter entusiasmo pelo que está por vir:

“Que no nascimento de uma criança haja um novo amanhecer com potencial infinito(…) Acontecimentos simples que constituem o ponto de partida da vida de Jesus, um homem cujos ensinamentos foram transmitidos de geração em geração e têm sido o alicerce da minha fé. Seu nascimento marcou um novo começo. Como diz a canção de Natal: ‘As esperanças e medos de todos os anos se encontraram em ti nesta noite.’”

Portanto, à medida que o tempo do Natal continua, esperemos ansiosamente por este “potencial infinito” que nos foi dado com o nascimento de Cristo.

Tags:
EsperançaFamíliaMundoNatal
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia