Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Agosto |
São Ponciano
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Perseguição: governo da Índia bloqueia contas da congregação da Madre Teresa de Calcutá

MADRE TERESA

AFP

Francisco Vêneto - publicado em 28/12/21

Partido nacionalista hindu do primeiro-ministro Narendra Modi acusa missionárias de fazerem "proselitismo"

O governo nacionalista hindu chefiado pelo primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, determinou neste Natal um parcial bloqueio das contas bancárias das Missionárias da Caridade no estado de Bengala Ocidental: esse bloqueio as impede de receberem donativos do exterior, o que significa que elas deixarão de contar com a sua maior fonte de recursos financeiros para realizar o seu trabalho no país.

Trata-se da congregação da Madre Teresa de Calcutá, religiosa que ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 1979 e foi canonizada pelo Papa Francisco em 2016.

A decisão do governo indiano de não renovar a autorização de recebimento de recursos estrangeiros para as Missionárias da Caridade estaria baseada em acusações de “proselitismo forçado” e em supostas “irregularidades financeiras”, que, porém, não foram detalhadas.

Veículos de comunicação ligados ao partido político de Modi, o Bharatiya Janata, têm reforçado a narrativa ideológica do governo contra a congregação, acusando as Missionárias da Caridade de induzirem cidadãos indianos a se converter ao catolicismo mediante formas de coação “disfarçadas de caridade”, já que as religiosas prestam auxílio aos necessitados, acolhem-nos em abrigos e lhes oferecem alimentação, educação e serviços de saúde – ou seja, cumprem o seu carisma de “servir aos mais pobres dentre os pobres”, como o fazem desde o início da congregação, em 1950, seja na Índia, seja nas demais dezenas de países em que trabalham pelo próximo.

Medida afeta milhares de beneficiados pela congregação da Madre Teresa

A governadora de Bengala Ocidental e líder da oposição ao governo federal indiano, Mamata Banerjee, reagiu criticamente à medida autoritária. Ela publicou em sua rede social:

“Estou chocada ao saber que, no Natal, o Conselho de Ministros BLOQUEOU TODAS CONTAS BANCÁRIAS das Missionárias da Caridade da Madre Teresa! Os seus 22 mil pacientes e funcionários foram deixados sem alimentos e sem medicamentos. Mesmo que a legalidade seja fundamental, os esforços humanitários não podem ser comprometidos”.

De fato, a congregação da Madre Teresa mantém na Índia, assim como no mundo todo, obras fundamentais para a dignidade de milhares de beneficiados, como asilos, orfanatos, refeitórios comunitários, escolas, creches e abrigos para doentes de hanseníase. Todas essas obras são dramaticamente afetadas pelo bloqueio das suas contas bancárias para o recebimento de donativos do exterior – já que os recursos provenientes da própria Índia são tão insuficientes que impossibilitariam a continuidade da missão das religiosas no país.

O pe. Dominic Gomes, vigário-geral da arquidiocese de Calcutá, corroborou que esse bloqueio é “um cruel presente de Natal para os mais pobres entre os pobres”.

No tocante às alegações de irregularidades financeiras, um membro do governo que pediu anonimato afirmou à imprensa local que “a decisão de bloquear as contas não tem nada a ver com cristianismo”. Ele completou: “Peço à imprensa para não misturar irregularidades financeiras de um grupo de beneficência com sentimentos religiosos”. No entanto, não explicou quais seriam os supostos problemas legais que impediriam a renovação da permissão às Missionárias da Caridade para continuarem recebendo recursos do exterior.

Perseguição religiosa na Índia

O fato é que, desde 2014, quando Narendra Modi chegou ao poder, extremistas hindus se fortaleceram em praticamente todos os estados da Índia e começaram a lançar ataques em pequena escala contra minorias religiosas, acusando-as de forçar conversões religiosas.

Os cristãos representam meros 2,3% da gigantesca população indiana de quase 1,4 bilhão de habitantes – a vasta maioria dos quais professa a religião hinduísta.

Neste Natal, várias igrejas cristãs da Índia foram alvo de ataques e vandalismo. A hostilidade é respaldada pelo mau exemplo dos políticos: vários estados do país já aprovaram ou estão em vias de aprovar leis que impedem a conversão religiosa, o que contradiz a liberdade de culto garantida pela Constituição indiana.

Tags:
IdeologiaintoleranciaPerseguiçãoPolítica
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia