Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 23 Janeiro |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Previsões de ano novo? Ou escolhemos Cristo ou o mago, diz o Papa Francisco

Previsões de ano novo

© Syda Productions

Francisco Vêneto - publicado em 31/12/21

"Os únicos que obtêm algum benefício de tais adivinhações são os enganadores profissionais", afirma o exorcista pe. Fortea

A propósito das populares “previsões de ano novo”, o exorcista espanhol pe. José Antonio Fortea recorda aos católicos, em sua obra de referência “Summa Daemoniaca“, o fato de que “o futuro não pode ser conhecido nem mesmo mediante a invocação dos demônios” e, portanto, “muito menos com práticas de astrologia, cartomancia etc”.

Ele reitera que os próprios demônios “não sabem tudo, mas somente o que podem deduzir; eles não veem o futuro”. Desta forma, o sacerdote dá a entender que os seres humanos têm ainda menos possibilidade de fazer previsões do porvir, já que a nossa inteligência é muito mais limitada que a dos anjos, sejam eles bons ou caídos.

O futuro só é conhecido por Deus

Além disso, o padre exorcista acrescenta que, mesmo com “inteligência muito superior à humana”, os anjos caídos podem “deduzir por meio das suas causas algumas coisas que acontecerão no futuro”, mas não são capazes de prever com exatidão o que depende da liberdade humana, já que esta não é predeterminada.

Somente Deus tem a visão onisciente do todo. Como o tempo não existe para Deus, tudo o que fizemos ou viermos a fazer é sabido por Ele como “um eterno agora”, sem que isto em nada afete o nosso livre arbítrio: Deus sabe inclusive o que ainda iremos escolher, sem por isso nos induzir a qualquer escolha.

Previsões de ano novo

Partindo dessas premissas, o pe. José Antonio Fortea questiona a fundamentação das supostas “previsões de ano novo”: se nem mesmo os anjos, sejam eles maus ou bons, conseguem prever o futuro com precisão, de que maneira seriam previsíveis a um ser humano os episódios futuros da vida alheia?

O padre espanhol é duro nas palavras e afirma sem panos quentes: “Aqueles que praticam esses enganos são a prova viva de que, por esse meio, não é possível obter benefício algum. Os únicos que obtêm algum benefício de tais adivinhações são os enganadores profissionais, que são os primeiros a não acreditar nelas e que sabem dosar as suas ‘previsões’ para não serem desmascarados”.

O sacerdote recorda ainda que, segundo o Catecismo da Igreja Católica, “nenhum cristão, em nenhuma circunstância, deve consultar esse tipo de pessoas”, porque “a consulta a um mago, vidente ou guru constitui sempre um pecado grave”.

Papa Francisco: ou Cristo, ou o mago

O próprio Papa Francisco, em sua catequese semanal de 4 de dezembro de 2019, reforçou qual deve ser a atitude do cristão diante da adivinhação e de outras formas de magia que prometem supostas previsões do futuro:

“Se você escolhe a Cristo, não pode recorrer ao mago: a fé é o abandono confiante nas mãos de um Deus confiável, que se mostra não através de práticas ocultas, mas pela revelação e com amor gratuito (…) Se você acredita em Jesus Cristo, por que vai procurar o mago, a cartomante, todas essas pessoas? Por favor: a magia não é cristã! Essas coisas que são feitas para adivinhar o futuro ou adivinhar muitas coisas ou mudar as situações da vida não são cristãs. A graça de Cristo nos dá tudo: rezemos e confiemo-nos ao Senhor”.

A respeito de como a Igreja Católica diferencia entre adivinhações e profecias, não deixe de conferir o seguinte artigo:

Tags:
DoutrinafuturoIgreja CatólicaSuperstição
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia