Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 25 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Profanação de igreja na França: “eles roubaram o Corpo de Cristo”

WEB2-EGLISE-SAINT-GERMAIN-VITRY-PERE-JOSEPH.jpg

Père Joseph Lokendandjala

L’église Saint-Germain de Vitry-sur-Seine.

Agnès Pinard Legry - publicado em 13/01/22

A igreja Saint-Germain foi profanada na noite de 7 de janeiro. Além de danos materiais e dinheiro roubado, é acima de tudo o roubo de hóstias consagradas que preocupa e entristece a comunidade

Menos de uma semana após a profanação, a dor ainda é forte. Localizada em Vitry-sur-Seine, nos arredores de Paris, a igreja Saint-Germain foi profanada na noite de 7 de janeiro.

Foi um paroquiano que avisou o pároco, padre Joseph Lokendandjala, que uma pequena porta estava aberta. Indo imediatamente ao local, ele percebe que a porta tinha sido arrombada. Ao entrar na igreja, o padre encontrou urnas de doações estouradas. Mas o mais sério aconteceu nos fundos da igreja.

O sacrário profanado. Imagem feita pelo padre Joseph Lokendandjala

“Na parte de trás da igreja, os três sacrário foram arrombados, incluindo aquele onde o Santíssimo Sacramento era mantido”, lamenta o padre Joseph, que conversou com Aleteia. O sacerdote é responsável pela igreja há apenas quatro meses. “Eles levaram o cibório que continha o Corpo de Cristo, e as hostes consagradas!”. “Essa é a coisa mais séria, é a presença real de Cristo, a Eucaristia, que foi roubada!”, ele disse. “É um grande sofrimento para nós. A degradação de bens materiais, o roubo de doações, é claro que é algo sério. Mas essa profanação do corpo de Cristo… O que eles farão com isso?”, ele se pergunta.

Massa de desagravo, sábado, 8 de janeiro. Foto enviada pelo padre Joseph Lokendandjala

O padre Joseph imediatamente fechou a igreja e chamou o vigário geral, padre Stéphane Aulard, para avisá-lo e organizar uma missa de desagravo. A polícia também foi chamada, e o padre apresentou uma queixa.

Uma missa de desagravo, celebrada pelo vigário geral, enviado pelo bispo de Créteil, ocorreu no sábado, 8 de janeiro, no final do dia.

“Esta Missa de desagravo é essencial para o perdão dos pecados, para reparar as ofensas ao Corpo de Cristo”, disse o padre. “É necessário reparar as ofensas à igreja e ao sagrado, especialmente ao corpo de Cristo”.

Tags:
DemônioPerseguiçãoViolência
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia