Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 12 Agosto |
Santa Joana Francisca de Chantal
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Papa: Jesus está pronto para nos reerguer

POPE FRANCIS AUDIENCE

Antoine Mekary | ALETEIA

Reportagem local - publicado em 16/01/22

"Tentemos, hoje, procurar em nossas memórias os sinais que o Senhor realizou em nossa vida, para nos mostrar que Ele nos ama"

O Papa Francisco comentou no Angelus deste domingo o episódio evangélico das Bodas de Caná.

“Observamos – disse o Papa – que o evangelista João não fala de um milagre, ou seja, de um evento poderoso e extraordinário que gera maravilhas. Ele escreve que em Caná ocorre um sinal, que desperta a fé dos discípulos.”

Amor de Deus

Podemos então nos perguntar: o que é um “sinal” de acordo com o Evangelho? “É um indício que revela o amor de Deus, ou seja, não chama a atenção para o poder do gesto, mas para o amor que o provocou. Ele nos ensina algo do amor de Deus, que é sempre próximo, terno e compassivo. O primeiro sinal ocorre enquanto dois recém-casados estão em dificuldade no dia mais importante de suas vidas. No meio da festa, falta um elemento essencial, o vinho, e a alegria corre o risco de acabar em meio às críticas e insatisfação dos convidados.”

O Santo Padre prosseguiu ressaltando que Nossa Senhora percebe o problema e discretamente o aponta para Jesus. E Ele intervém sem clamor, quase sem dar a perceber. Tudo se passa de forma reservada, “nos bastidores”: Jesus diz aos serventes para encher as talhas de água, que se transforma em vinho.

Deus em sua ação

É assim que Deus age, com proximidade e discrição. Os discípulos de Jesus veem isto: eles veem que graças a Ele a festa de casamento se tornou ainda mais bela. E eles também veem a maneira de agir de Jesus, seu serviço escondido, de tal forma que os elogios pelo bom vinho vão então para o noivo. Assim a semente da fé começa a se desenvolver neles, ou seja, eles creem que em Jesus Deus está presente, o amor de Deus.

Prosseguindo em sua alocução, Francisco disse que “é bonito pensar que o primeiro sinal que Jesus realiza não é uma cura extraordinária ou um prodígio no templo de Jerusalém, mas um gesto que atende a uma necessidade simples e concreta das pessoas comuns”. É assim que Deus gosta de agir, frisou o Santo Padre.

E se nós, como Maria em Caná, o interpelamos, Ele está pronto para nos ajudar, para nos reerguer. E assim, se estamos atentos a estes “sinais”, somos conquistados por seu amor e nos tornamos seus discípulos.

Deus quer o melhor para nós

O Pontífice apontou que há outra característica distintiva do sinal de Caná. “Normalmente o vinho dado no final da festa era o menos bom, o vinho aguado. Jesus, ao invés, faz de modo que a festa termine com o melhor vinho.”

Dito isso, explicou: “Simbolicamente, isto nos diz que Deus quer o melhor para nós, Ele quer que sejamos felizes. Ele não estabelece limites e não nos pede recompensa. No sinal de Jesus não há espaço para segundos fins, para exigências ao casal. Não, a alegria que Jesus deixa no coração é plena e sem pretensões. Nunca é aguada!”

Maria nos ajude a valorizar os sinais de Deus em nossa vida

Por fim, Francisco sugeriu um exercício aos fiéis e peregrinos reunidos na Praça São Pedro para a oração mariana conduzida pelo Santo Padre, um exercício que – segundo ele – pode nos fazer muito bem.

Tentemos, hoje, procurar em nossas memórias os sinais que o Senhor realizou em nossa vida, para nos mostrar que Ele nos ama; aquele momento difícil em que Deus me fez experimentar seu amor… E perguntemo-nos: com que sinais, discretos e solícitos, Ele me fez sentir sua ternura? Como eu descobri sua proximidade e me deixou uma grande alegria no coração?

E concluiu exortando a revivermos os momentos em que experimentamos sua presença e a intercessão de Maria. “Que ela, a Mãe, que como em Caná está sempre atenta, nos ajude a valorizar os sinais de Deus em nossa vida.”

(Com Vatican News)

Tags:
AngelusBíbliaPapa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia