Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 28 Setembro |
São Vicente de Paulo 
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Vive uma fé cheia de culpa? Este Evangelho é para você

shutterstock_1231811725.jpg

Anton_dios | Shutterstock

Pe. Luigi Epicoco - publicado em 19/01/22

Quando as regras são mais importantes que as pessoas, então o sentimento dominante da vida de fé é o sentimento de culpa. O que fazer?

Passava Jesus através das searas num dia de sábado e os discípulos, enquanto caminhavam, começaram a apanhar espigas. Disseram-Lhe então os fariseus: «Vê como eles fazem ao sábado o que não é permitido». Respondeu-lhes Jesus: «Nunca lestes o que fez David, quando teve necessidade e sentiu fome, ele e os seus companheiros? Entrou na casa de Deus, no tempo do sumo sacerdote Abiatar, e comeu dos pães da proposição, que só os sacerdotes podiam comer, e também os deu aos companheiros». E acrescentou: «O sábado foi feito para o homem e não o homem para o sábado. Por isso, o Filho do homem é também Senhor do sábado».

Evangelho segundo São Marcos 2, 23-28

Um critério cristão de julgamento que nunca devemos esquecer deve ter no coração esta expressão usada por Jesus no Evangelho de hoje:

O sábado foi feito para o homem e não o homem para o sábado. Por isso, o Filho do homem é também Senhor do sábado.

Sentimento de culpa

No entanto, muitas vezes deixamos de lado essa passagem e fazemos com que o sábado se torne mais importante que o homem. Percebemos isso por um efeito colateral: quando o homem está a serviço do sábado, ou seja, quando as regras são mais importantes que as pessoas, então o sentimento dominante da vida de fé é o sentimento de culpa.

Sempre nos sentimos perdidos, errados, não estando à altura, transgressores. Sentimos alívio quando cumprimos a lei, quando acumulamos mérito.

Assim, dessa forma, pervertemos o valor da regra, que é importante porque sempre nos aponta uma direção, mas não é a finalidade da jornada. E ao mesmo tempo pervertemos o ensinamento mais importante de Jesus que veio para salvar e não para condenar.

O que fazer?

Então o que deve ser feito? Eliminar todas as regras e viver o dia? Certamente não. Fé sem moral é impensável. Mas a moralidade que vem do Evangelho é tal porque nos ajuda a chamar as coisas pelo nome, a distinguir o bem do mal e não sermos dominados por sentimentos de culpa, que nos empurra a viver salvando a pele, e não pensando que aquilo que nos define são as intenções do coração.

É óbvio que os pães do Templo são sagrados e não é permitido comê-los, mas se um homem está morrendo de fome seria um sacrilégio deixá-lo morrer de fome, pensando em salvar a sacralidade dessa oferenda. Tais confusões geram interpretações diabólicas sobre Deus.

Tags:
EstresseFelicidadePecado
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia