Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 08 Agosto |
São Domingos de Gusmão
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Afeganistão chega ao 1º lugar entre piores países para cristãos hoje; veja outros

Perseguição aos cristãos

bioraven | Shutterstock

Francisco Vêneto - publicado em 21/01/22

País se tornou pior que a Coreia do Norte, que "liderou" o triste ranking durante 20 anos - e isso que a situação norte-coreana também piorou, já sendo péssima

O Afeganistão passou a ocupar um triste 1º lugar na lista dos piores países para cristãos atualmente, “superando” em termos de opressão religiosa a também terrível situação da Coreia do Norte, que “liderou” o ranking da perseguição religiosa durante 20 anos.

Não é que a situação norte-coreana tenha melhorado: o cenário afegão é que piorou drasticamente. Este fato é explicitamente reforçado por David Curry, presidente da organização responsável pela elaboração do relatório, a ONG Portas Abertas, que monitora a perseguição aos cristãos no mundo inteiro. Ele comenta:

“As pessoas não devem interpretar [a mudança no ranking] como se a situação na Coreia do Norte fosse agora mais segura para as minorias religiosas. Na verdade, a situação lá também é pior. E isto, de certa forma, já diz tudo o que você precisa saber sobre como estão péssimas as condições para os cristãos no Afeganistão”.

A segurança dos cristãos se tornou inexistente no país agora controlado oficialmente pelos fanáticos talibãs. De acordo com o relatório “World Watch List 2022”, da Portas Abertas, os poucos cristãos que vivem no Afeganistão precisam fugir ou se esconder: eles são alvo dos talibãs não só por causa da fé, mas também por serem tachados de “traidores do país” e “inimigos do povo”.

David Curry enfatiza:

“As condições dos cristãos nunca foram tão perigosas. Temos que adotar uma ação decisiva para evitar o genocídio religioso contra os cristãos no Afeganistão”.

Piores países para os cristãos hoje

A lista dos piores países para os cristãos hoje continua longa.

Depois do Afeganistão e da Coreia do Norte, o bloco dos 10 piores é completado pela Somália, Líbia, Iêmen, Eritreia, Nigéria, Paquistão, Irã e Índia.

Seguem-se Arábia Saudita, Mianmar, Sudão, Iraque e Síria.

Radicalismos islâmico e hinduísta e ditaduras comunistas

Destes 15 países, 12 perseguem os cristãos por causa do radicalismo islâmico. Os outros 3 são a Índia, onde a causa é o extremismo hinduísta; Mianmar, cujo regime militar ditatorial enxerga os cristãos como inimigos; e a própria Coreia do Norte, cuja ditadura comunista é violentamente antirreligiosa em decorrência da própria ideologia, que é materialista e, por conseguinte, ateia em essência.

Na também comunista ilha de Cuba, as pressões internacionais ao longo de décadas suavizaram a imposição do ateísmo e hoje a religião é tolerada, mas o país continua na lista dos 50 piores para cristãos, na posição 37.

O comunismo é a causa principal da perseguição aos cristãos também na China, que aparece em 17º lugar entre os piores países para cristãos. Teoricamente, o regime de Pequim tolera grupos religiosos, mas exige que sejam cadastrados e fiscalizados pelo Partido Comunista, o que, na prática, elimina a liberdade religiosa e censura severamente a doutrina e o culto. Os mais de 100 milhões de cristãos que resistem à imposição do ateísmo de Estado são alvo frequente de perseguição do governo, sobretudo os que se recusam a aderir às associações controladas pelo regime. No país, além dos cristãos, outras crenças religiosas também são perseguidas, em especial os muçulmanos da etnia uigur. De fato, “em nome dos cristãos e muçulmanos perseguidos na China”, a ONG Portas Abertas está apoiando oficialmente o boicote à edição deste ano dos Jogos Olímpicos de Inverno, sediados em Pequim.

360 ​​milhões de cristãos perseguidos

O levantamento da Portas Abertas quantifica 360 ​​milhões de cristãos perseguidos especificamente por serem cristãos, o que quer dizer que 1 em cada 7 cristãos no mundo é vítima de algum grau de perseguição por causa da fé.

O relatório demonstra que os cristãos são a religião mais perseguida do planeta e, dentro deste grupo, as mulheres cristãs compõem o subgrupo “mais vulnerável do mundo na atualidade”. Elas são alvo permanente de sequestros para conversões forçadas e casamento impostos com muçulmanos, geralmente bem mais velhos, em diversos países islâmicos. Esta realidade é particularmente grave no Paquistão.

Tags:
comunismoCristãosIdeologiaMuçulmanosPerseguição
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia