Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 19 Abril |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

O que Gabriel Medina nos ensina ao parar a carreira por causa da saúde mental

shutterstock_331691498.jpg

Shutterstock

Ricardo Sanches - publicado em 26/01/22

O surfista brasileiro deu um tempo na carreira para cuidar da saúde mental. Essa decisão pode nos proporcionar lições sobre como enfrentar virtuosamente nossos problemas do dia a dia

O surfista brasileiro tricampeão mundial Gabriel Medina, 28 anos, anunciou que dará uma pausa na carreira para cuidar da saúde mental.

Em seu Instagram, o atleta disse que tomou a decisão porque viveu “uma montanha russa de emoções dentro e fora da água” e que, por isso, chegou ao seu limite.

A dura decisão de Gabriel Medina pode nos ensinar muito a lidar com os problemas que enfrentamos no nosso dia a dia. Veja algumas lições que podemos tirar dessa atitude do atleta.

1. Saber quando é hora de parar

Precisamos saber quando é hora de parar. Reconhecer nossa insegurança é o primeiro passo. Portanto, se estamos inseguros em relação a qualquer aspecto da nossa vida, seja na carreira ou na vida pessoal, é preciso dar um basta, antes que o problema possa se tornar muito difícil de gerenciar. Por exemplo: o seu trabalho está te deixando inseguro ou estressado? Não seria hora de avaliar uma possível demissão. Mas lembre-se: toda escolha trará consequências. É preciso estar preparado para isso.

2. Saúde mental é tudo

O próprio Gabriel Medina escreveu com todas as letras em um post no Instagram: “saúde mental é muito importante”. Para levar uma vida plena, você precisa estar bem psicologicamente. Claro, a parte física também precisa estar bem, principalmente no caso dos atletas. Saber reconhecer as emoções e lidar com elas é fundamental. Quando isso fica comprometido, é preciso procurar ajuda profissional. Neste caso, pode ser um psicólogo, psiquiatra ou até mesmo o seu pároco.

3. O apoio da família é fundamental

Gabriel Medina admitiu que enfrentou problemas familiares. O atleta rompeu com seu padrasto, que também era seu técnico e mentor desde quando ele começou a surfar. De fato, problemas familiares podem nos desestruturar e interferir em diferentes segmentos de nossa vida. Indubitavelmente, o bom relacionamento com nossos familiares nos garante segurança, tranquilidade, conforto e paz de espírito – ingredientes fundamentais para encararmos quaisquer dificuldades.

4. Orgulho não leva a nada

Para tomarmos decisões importantes, precisamos, muitas vezes, deixar o orgulho de lado. Com sua difícil opção por dar um tempo na carreira, Gabriel Medina nos ensina que precisamos também praticar a virtude da humildade. Humildade para reconhecer nossas fraquezas e para aceitar que, em muitos momentos, podemos precisar de ajuda. Somos vulneráveis – e não há nada de errado nisso. Pelo contrário: nossa vulnerabilidade e nossa humildade nos tornam campeões!

Tags:
dificuldadesFamíliaHumildadeVirtudes
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia