Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 16 Agosto |
Bem-aventurado Gabriel Maria de Benifayó
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

11 de fevereiro de 2013: Bento XVI anuncia renúncia ao pontificado

Papa Bento XVI renuncia ao pontificado

Kristian Dowling | POOL | AFP

Francisco Vêneto - publicado em 11/02/22

"Um raio num céu azul": a expressão do cardeal Sodano resumiu a notícia que deixou o mundo de boca aberta

Era 11 de fevereiro de 2013, dia de Nossa Senhora de Lourdes. O Papa Bento XVI comunicava a um mundo estarrecido a sua histórica renúncia ao pontificado.

Cinco anos depois, em decorrência do aniversário de 91 anos do agora Papa Emérito, foi apresentado no Vaticano o documentário “Bento XVI, a hora da verdade”, que se propunha a esclarecer os motivos daquela decisão surpreendente – tão surpreendente que o cardeal Angelo Sodano, então Secretário de Estado do Vaticano, a resumiu como “um raio num céu azul“, ou “un fulmine in ciel sereno“, expressão que, em italiano, equivale a dizer que a notícia foi “uma bomba”.

Depoimentos sobre o motivo da renúncia

O documentário contou com a participação de pessoas muito próximas de Joseph Razinger, como o irmão dele, padre Georg, o padre Federico Lombardi, que tinha sido porta-voz da Santa Sé, e o então prefeito da Casa Pontifícia, dom Georg Gänswein, até hoje secretário pessoal de Bento XVI.

No tocante ao porquê da decisão pela renúncia ao pontificado, um momento decisivo do documentário é o depoimento de Stephan Horn, que havia sido assistente de Ratzinger na Universidade de Ratisbona: “O médico disse que ele não poderia viajar ao Brasil para participar da Jornada Mundial da Juventude [em 2013]. Portanto, seria melhor renunciar um pouco antes”.

De fato, o pe. Lombardi também ressalta o peso das limitações físicas e de saúde para a análise feita por Bento sobre as próprias possibilidades de continuar responsavelmente no exercício do pontificado. O porta-voz vaticano recordou a maratona diária de compromissos de um Papa, que, entre cerimônias litúrgicas, viagens apostólicas, longas e exaustivas reuniões sobre desafios complexos para a Igreja e para a humanidade, audiências com vastíssimo acompanhamento mundial, precisa empenhar esforços quase sobre-humanos – que, diante da perda natural das forças por causa da idade, podem tornar-se quase desumanos. Para o sacerdote jesuíta, é “evidente” que este foi o verdadeiro motivo da renúncia de Bento.

Outras versões, desmentidas pelo secretário

Na mesma linha, dom Georg Gänswein desmente categoricamente, no documentário, que o motivo da renúncia tenha sido o vazamento para a imprensa de documentos por parte do mordomo pontifício (o famoso caso “Vatileaks”) – por mais que essa traição tenha provocado um profundo sofrimento para o coração do Papa – ou o peso de ter que enfrentar e solucionar a crise provocada pelos casos de abusos sexuais perpetrados por pessoas da Igreja.

O documentário de 48 minutos foi produzido pela agência televisiva Rome Reports, em parceria com o canal TV2000, do episcopado italiano, e com a Fundação Vaticana Joseph Ratzinger, sob o patrocínio da Fundação Ramón Tallaj.

Durante a exibição de lançamento do documentário em 2018, dom Gänswein confirmou que o Papa Bento XVI mantinha a lucidez intelectual e reiterava o reconhecimento da própria debilitação física – estopim da decisão pela renúncia ao pontificado. Ao mesmo tempo, destacou a serenidade do Papa Emérito em sua vida de retiro na pequena comunidade do mosteiro Mater Ecclesiae, que o acolhe no Vaticano. Essas mesmas informações, felizmente, foram reforçadas também em anos seguintes.

A partir de artigo original de Silvia Costantini publicado por Aleteia em 2018

Tags:
Bento XVIHistória da IgrejaPapa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia