Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 08 Agosto |
São Domingos de Gusmão
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Por que a fé católica ainda me surpreende?

ROSE-SUD-CHARTRES-043_MC_LC13_FRANCE_MC602.jpg

Manuel Cohen via AFP

Michael Rennier - publicado em 14/02/22

Belo testemunho de um sacerdote católico: "toda vez que penso que já entendi tudo sobre a fé católica, aparece uma tradição ou novo costume que eu nunca tinha ouvido falar"

Até hoje, ainda me surpreendo com a fé católica. Toda vez que acho que já entendi tudo, há algum novo costume ou uma tradição sobre o qual nunca ouvi falar. Você abençoou suas velas? Estocar água da Epifania? Obter essa indulgência obscura?

A fé não se limita ao conhecimento intelectual. Estudei teologia e filosofia toda a minha vida. Fui para o seminário e depois, para completar, li todo o Catecismo – de capa a capa. Eu provavelmente conheço tantos fatos sobre o catolicismo quanto qualquer um poderia razoavelmente esperar saber. O que me surpreende, porém, é o quanto a fé é uma experiência vivida.

Suponho que, de certa forma, estou espantado com o modo como a própria vida é uma experiência vivida. Eu sei que soa muito estranho expressar dessa forma, mas é verdade. Um dos aspectos mais difíceis de ser uma pessoa é realmente viver como tal. É tão tentador cair no que pode ser descrito como uma vida virtual – experimentar tudo apenas na mente, por meio de entretenimento online, ou vagar todos os dias em uma sucessão impensada de atividades nas quais não pensamos.

Quando minha esposa e eu nos convertemos, não tínhamos ideia de como essa decisão reorganizaria nossas vidas. Não foi simplesmente uma mudança no estacionamento da igreja para onde dirigimos nosso carro aos domingos. Fomos atraídos para uma sociedade antiga e misteriosa: a comunhão dos santos, que tem sua própria vitalidade interior. Ela se torna visível.

À medida que somos atraídos cada vez mais profundamente por essa cultura, isso cria um efeito cascata. Em nossa casa, a atmosfera mudou. Estamos respirando um ar totalmente diferente. É quase como aprender a falar uma nova língua. Agora, estamos comendo peixe às sextas-feiras, assando guloseimas para o dia de Santa Lúcia, mantendo nossa árvore de Natal por semanas depois que todos já desmontaram as suas.

No início, tivemos que olhar para o calendário da Igreja e planejar com antecedência. A nova cultura que estávamos construindo era um desvio radical da pré-conversão, e eu estaria mentindo se dissesse que não havia sextas-feiras em que me pegassem comendo alegremente um prato de bacon e ovos. Leva um tempo para realmente crescer em um novo padrão, mas muito do que lutamos para lembrar no início agora se tornou natural e habitual. Nossos filhos se beneficiaram tremendamente e, agora, são católicos muito melhores do que seus pais. 

As mudanças vão muito além da nossa fé. Dar as boas-vindas ao nosso primeiro filho foi uma espécie de acerto de contas para nós. Tudo o que tínhamos dado como certo foi reexaminado. Minha esposa e eu discutimos sobre que tipo de pessoas queríamos nos tornar, como queríamos que nossos filhos vissem o mundo e que sacrifícios estávamos dispostos a fazer para isso.

Decidimos que era importante para nós educá-los em casa, ter uma cozinha ativa na qual fazíamos boa comida e as crianças pudessem ajudar, manter a arte nas paredes e materiais de arte ao alcance de todos, ter instrumentos por perto e fazer música juntos em família, e e assim por diante.

Nossos filhos nos fizeram repensar absolutamente tudo. Eu sei que sou uma pessoa melhor por isso.

No entanto, não foi uma mudança da noite para o dia. Precisávamos de tempo para aprender a nova linguagem cultural que decidimos falar.

E como eu disse, ainda fico constantemente surpreso. Eu gosto disso, porém… tem esse sentimento de que o mundo é um lugar de maravilhas. Minha fé e minha família ainda estão me ensinando um novo idioma, e mesmo que pareça mais familiar na minha língua, a fé católica nunca perde a capacidade de inspirar.

A beleza de tudo isso é que sua vida e a minha, sua família e a minha não serão cópias uma da outra. Você tem sua própria cultura doméstica, suas próprias surpresas para descobrir. O importante é não tomar nada disso como garantido. Podemos nos manter abertos a viver vidas prósperas e autênticas considerando bem que “linguagem” estamos falando. 

Para mim, já era hora de aprender uma nova e estou muito feliz por ter aprendido.

Por que a fé católica ainda me surpreende?
Leia também:
Tags:
ConversãoIgreja Católica
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia