Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 19 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Nisto conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros

Amigos caminhando por uma estrada

Sonate | Shutterstock

Pe. Luigi Epicoco - publicado em 15/02/22

Por que Jesus envia seus discípulos dois a dois? Porque o primeiro testemunho é o poder que a comunhão de dois amigos libera

Naquele tempo, designou o Senhor setenta e dois discípulos e enviou-os dois a dois à sua frente, a todas as cidades e lugares aonde Ele havia de ir. (Lucas 10 1-9)

Por que o Senhor permite que seus discípulos vão à sua frente? Por que Ele os envia dois a dois? Essas são questões importantes, que não podemos ignorar.

Se Jesus permite que pessoas comuns, como seus discípulos, eu e você, indo “dois a dois”, preparem o caminho, há uma razão.

Eu acredito que o verdadeiro motivo é o poder que emana da comunhão de dois amigos. Ele os envia dois a dois para lembrar a cada um de nós que a única coisa que pode realmente preparar o caminho para Jesus é vivenciar laços significativos, e entre pessoas que realmente tentam amar uns aos outros.

É o caso de Cirilo e Metódio, irmãos e amigos, cuja memória litúrgica celebramos esta semana. Só se evangeliza quando se dá testemunho de saber amar realmente.

As obras não são o alfabeto da evangelização, mas o amor: os outros hão de conhecê-los como discípulos de Jesus pelo modo como vocês se amam.

Portanto, é com isto que devemos nos preocupar: nossas comunidades, nossas experiências eclesiais são lugares de testemunho de amizade, de amor gratuito, de comunhão? De que serve uma Igreja que organiza as coisas, e até a caridade, mas não sabe amar?

O Evangelho nos chama a esta decisão, a esta conversão. Escolher amar alguém significa evangelizar sem precisar de palavras.

Tags:
BíbliaMeditaçãoOração
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia