Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 25 Setembro |
Santo Aunacário ou Aunacário
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Psicologia moderna e S. João da Cruz ensinam o que pensar das pessoas irritantes

SAINT JOHN OF THE CROSS

Lawrence OP | Flickr CC BY-NC-ND 2.0

Cecilia Pigg - publicado em 16/02/22

Estudos científicos comprovam o que prega a fé católica: focar na bondade de outras pessoas contribui para um estado mental mais saudável e feliz

Lembro-me vividamente de reclamar de uma colega universitária pelas costas. “Essa pessoa é tão estranha, tão irritante, tão desanimadora”, eu dizia. Depois, eu comecei a conhecer a pessoa de quem eu estava reclamando, e percebi como ela era uma pessoa generosa, amorosa e verdadeiramente boa. Eu me senti terrível por todas as vezes que a havia menosprezado.

Foram experiências como essa que me fizeram perceber o quanto é libertador e o quanto me sinto melhor quando me concentro nas boas e belas qualidades de uma pessoa, em vez de focar em seus defeitos ou esquisitices. Pesquisei um pouco e descobri que alguns estudos psicológicos atuais, bem como nossa fé, estão em linha com isso.

A psicologia moderna

Um estudo de 2008 analisa o viés da negatividade no desenvolvimento humano. “Viés da negatividade” é um termo que se refere a pessoas que, geralmente, se concentram nas experiências e emoções negativas de suas vidas, minimizando ou ignorando o positivo. Essa tendência está presente desde cedo, mas é possível – e importante – mudar ativamente esse foco.

As consequências do pensamento negativo acontecem até mesmo na saúde física. Existem pesquisas que encontram padrões de pensamento negativos ligados à demência e declínio geral da saúde mental em idosos, bem como complicações na saúde mental de todas as pessoas.

A fé católica

Ao ler a vida dos santos, encontrei muitos homens e mulheres que adotaram a mentalidade de “foco no bem nas pessoas” e foram exemplos de calma e amor para aqueles ao seu redor.

Madre Teresa olhava além do quebrantamento físico e da feiúra daqueles que morriam nas ruas. Ela era capaz de enxergar a dignidade e a humanidade dessas pessoas e as tratava com amor e respeito.

São João da Cruz tinha muitos inimigos, pois estava tentando ajudar a reformar a ordem carmelita. Seus inimigos – muitas vezes outros padres – inventaram histórias sobre ele para tentar arruinar sua reputação e, assim, impedir seus esforços para mudar a ordem. Mas João da Cruz não falava mal daqueles que o difamavam ou permitia que alguém ao seu redor falasse mal dessas pessoas. Ele tentou proteger a reputação daqueles que o feriram ao longo de sua vida. Sua paz e alegria eram um testemunho para aqueles ao seu redor. 

Como mudar seu pensamento sobre as pessoas irritantes

Uma maneira é conhecer a fundo as “pessoas irritantes” de quem você reclama com mais frequência. É um ex? Um colega de trabalho? Um parente? Considere cada pessoa por sua vez e anote quais são as boas qualidades que elas têm. Você pode ter que começar com coisas muito superficiais, mas tente olhar mais fundo e reconhecer o bem interior que elas possuem.

Outra maneira de mudar seus padrões de pensamento é pensar em algo pelo qual você é grato e passar 15 segundos nessa atmosfera de gratidão sempre que perceber que está se voltando para pensamentos negativos. Essa é uma prática que você precisaria fazer várias vezes ao dia para reverter a tendência de negatividade e, como na formação de qualquer hábito, pode demorar um pouco para se acostumar. Mas não desista! Pequenos passos todos os dias serão adicionados rapidamente.

Santa Teresa e São João da Cruz, rogai por nós! 

Tags:
Bem estarComunicaçãoPsicologiaSantos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia