Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 22 Maio |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Papa: “Calem-se as armas! Deus está com os construtores da paz”

POPE AUDIENCE

Antoine Mekary | ALETEIA | I.Media

Ricardo Sanches - publicado em 27/02/22 - atualizado em 27/02/22

Após o Angelus deste domingo, o Papa Francisco voltou a falar sobre a guerra na Ucrânia e pediu a abertura de corredores humanitários

Em seu comentário após o Angelus deste domingo, 27 de fevereiro de 2022, o Papa Francisco falou sobre a guerra na Ucrânia.

Aos milhares de peregrinos que compareceram à Praça São Pedro, no Vaticano, o Santo Padre pediu para que todos rezem com mais intensidade pelo fim do conflito. O pontífice também aproveitou para reforçar o convite que fez aos católicos: jejuar pelo povo ucraniano na Quarta-feira de Cinzas, dia 2 de março.

Depois, o Papa explicou a “lógica diabólica das armas”:

“Aqueles que fazem a guerra esquecem a humanidade. Eles não partem do povo, não olham para a vida real das pessoas, mas colocam os interesses partidários e o poder acima de tudo. Eles confiam na lógica diabólica e perversa das armas, que é a mais distante da lógica de Deus. E distanciam-se das pessoas comuns, que querem a paz, e que – as pessoas comuns – são as verdadeiras vítimas de cada conflito, que pagam com a própria pele as loucuras da guerra.”

Corredores humanitários

Francisco pediu também a abertura de corredores humanitários para acolher os refugiados desta e de outras guerras:

“Penso nos idosos, naqueles que buscam refúgio nestes tempos, nas mães que fogem com seus filhos… São irmãos e irmãs para quem é urgente abrir corredores humanitários e que devem ser acolhidos. Com o coração dilacerado pelo que está acontecendo na Ucrânia – e não esqueçamos as guerras em outras partes do mundo, como Iêmen, Síria, Etiópia… “

Calem-se as armas!

Ao final de sua mensagem, o Santo Padre fez um apelo:

“Calem-se as armas! Deus está com os pacificadores, não com aqueles que usam a violência. Porque aqueles que amam a paz, como afirma a Constituição italiana, ‘repudiam a guerra como instrumento de ofensa à liberdade de outros e como meio de solução de disputas'”.

Conversa como presidente da Ucrânia

No sábado, 26 de fevereiro, o Papa Francisco telefonou para o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyi.

Através do Twitter, a embaixada ucraniana junto à Santa Sé afirmou que Francisco expressou “a sua mais profunda dor pelos trágicos eventos que estão ocorrendo no nosso país”.

Também pelo Twitter, o presidente ucraniano agradeceu as orações e a proximidade do Papa e disse que “o povo ucraniano sente o apoio espiritual de Sua Santidade”.

POPE-FRANCIS-President-of-Ukraine-Vladimir-Zelenskyi

Com informações de Vatican News

Tags:
GuerraPapaPapa FranciscoUcrânia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia