Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 08 Agosto |
São Domingos de Gusmão
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Como é o dia-a-dia num mosteiro da Ucrânia em plena guerra?

Pe. Tomasz Samulnik, em mosteiro na Ucrânia durante a guerra

Томаш Самульнік | Facebook

Francisco Vêneto - publicado em 04/03/22 - atualizado em 28/06/22

Entre o Santíssimo e as bombas: a torre de TV que foi bombardeada pelos invasores russos fica a poucos metros do convento

Como é o dia-a-dia num mosteiro em plena guerra na Ucrânia?

Quem descreve o cotidiano de uma comunidade de frades dominicanos entre o Santíssimo e as bombas é o padre Tomasz Samulnik, que é polonês, mas vive no mosteiro ucraninao da Mãe de Deus, em Kiev, a cujas portas, há vários dias, já batem os punhos da guerra.

O religioso falou em entrevista ao portal católico suíço Cath.ch.

Algumas informações impactantes do depoimento do sacerdote dominicano:

  • A torre de TV que foi bombardeada pelos invasores russos fica a poucos metros do convento.
  • No convento vivem 5 religiosos, sendo 3 poloneses e 2 ucranianos.
  • Outras 15 pessoas estão abrigadas no convento devido à guerra.
  • “Todas as noites eu me pergunto se vamos estar vivos no dia seguinte”, confessa o padre Tomasz.
  • O estresse é permanente porque não se pode prever qual será o próximo alvo dos ataques. Talvez seja o mosteiro.
  • É angustiante sentir a instabilidade até no número de refugiados, que varia diariamente porque muitas pessoas não sabem se abandonam a cidade ou se ficam para resistir, e, quando ficam, não sabem onde buscar um abrigo razoavelmente seguro.
  • Em geral, pessoas de bairros mais perigosos e sem acesso a abrigos subterrâneos procuram ajuda no mosteiro.
  • Nesta Quarta-Feira de Cinzas, o padre Tomasz foi até um convento das Irmãs da Caridade, a 13 quilômetros de distância, para celebrar a Missa para cerca de 40 fiéis. No trajeto, perigoso, teve de passar por vários pontos de controle do exército ucraniano.
  • Há tensão nas vistorias porque se sabe que há separatistas pró-Rússia infiltrados na cidade.
  • Está em vigor um toque de recolher das 8h da noite até as 7h da manhã.
  • Tem havido combates todas as noites.
  • Toda vez que tocam as sirenes de alarmes, o que ocorre com frequência, os refugiados descem rapidamente para o subsolo do mosteiro.
  • Mesmo durante o dia, qualquer deslocamento está sendo enfaticamente desaconselhado pelas autoridades.
  • Há dificuldade crescente para comprar medicamentos porque muitas farmácias já estão fechadas.
  • Restam vários mercados e lojas abertos, mas com filas de espera cada vez mais longas.
  • Mesmo em plena guerra e apesar da tensão brutal, os frades procuram manter com a máxima normalidade possível a sua rotina de atividades, priorizando as espirituais.
  • A manutenção perseverante da Santa Missa, do terço, da adoração ao Santíssimo Sacramento e da liturgia das horas continua compondo o cotidiano do mosteiro e ajudando a comunidade e os refugiados a alimentarem a esperança e a coragem.

Confira a história de outro sacerdote na Ucrânia em plena guerra: o brasileiro pe. Lucas Perozzi Jorge:

Tags:
GuerraReligiososUcrâniaVocação
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia