Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 08 Agosto |
São Domingos de Gusmão
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Freira na Ucrânia: “Quando ouvimos a sirene, pegamos o Santíssimo, nos escondemos e rezamos”

FR510373A.jpg

Pascal Deloche / Godong Ref:510

Katolicka Agencja Informacyjna - publicado em 04/03/22

O forte relato de uma religiosa em meio à guerra: "Sabemos que nossas vidas dependem do Senhor"

Há uma guerra na Ucrânia. Além daqueles que se juntaram ao exército, a guerra é travada por pessoas comuns, que perseveram, não cedendo à dúvida e às dificuldades. Entre essas pessoas, um lugar importante é ocupado pelas religiosas.

A agência de notícias católicas KAI recentemente teve a oportunidade de falar com a Irmã Karolina, uma Irmã Franciscana Serva da Cruz, que contou sobre a situação em Zhytomyr.

Irmãs, o que aconteceu na casa das Irmãs Franciscanas nos últimos dias?

Irmã Karolina:  A situação era muito tensa desde o início. Rezamos pela paz nas igrejas e em nossas comunidades. No dia 24 de fevereiro, às 5 da manhã, fomos acordadas por um enorme estrondo e o barulho de aviões. Nós nos levantamos em estado de choque. Percebemos que algo terrível havia acontecido. Fomos à igreja, e lá todo mundo já falava que havia uma guerra, que a Rússia tinha nos invadido. Então começamos a rezar.

Esta é uma realidade completamente nova e tudo está se movendo muito rápido. Muita gente está indo embora. Principalmente para a Polônia, mas não só. Nós administramos uma creche para crianças cegas aqui. A primeira coisa que fizemos foi ligar para todos e dissemos para eles não trazerem seus filhos. Essas crianças estão indo para o campo com suas famílias, porque lá é mais seguro. Mas ficamos na cidade para estar com as pessoas, apoiá-las e acompanhá-las. No início estava mais calmo, mas há dois dias há cada vez mais alertas de foguetes. Ontem dois foguetes atingiram o aeroporto. Está longe de nós, mas houve um estrondo terrível e tudo tremeu. Há muito estresse. Estamos rezando, estamos tentando viver uma vida normal, mas ainda há aquelas sirenes.

Quando as sirenes tocam, corremos para o Senhor Jesus.

O que vocês fazem quando as sirenes tocam?

Quando as sirenes tocam, corremos para o Senhor Jesus. Todo mundo tem que correr para o abrigo o mais rápido possível. Retiramos o Santíssimo Sacramento da capela e descemos até o corredor do andar mais baixo da casa – porque não temos porão. Nós rezamos. Quando as sirenes param, saímos para a rua, encontramos nossos vizinhos e avaliamos a situação juntos. Apoiamos uns aos outros. Os padres abriram suas igrejas para aqueles que não têm onde se esconder. Quando as sirenes tocam, eu sei que as pessoas são bem-vindas lá também.

Os padres abriram suas igrejas para aqueles que não têm onde se esconder. Quando as sirenes tocam, eu sei que as pessoas são bem-vindas lá também.

Então, quando as sirenes tocam, vocês correm para a capela para proteger Jesus?

Sim, e então ficamos em oração e esperamos até que tudo se acalme. Ultimamente as noites têm sido difíceis porque os alarmes são muito frequentes. Mas Deus nos ajuda a sobreviver.

Como vocês rezam em tal situação, como vocês falam com Deus?

Temos diante de nós o Santíssimo Sacramento, ficamos em Adoração, rezamos o Rosário, o Terço da Divina Misericórdia, pedimos a paz, a misericórdia de Deus sobre o mundo, sobre nós, sobre nossos vizinhos, sobre a cidade, sobre a Ucrânia. Sabemos que nossas vidas dependem completamente de Deus. Estamos completamente em Suas mãos e indefesos neste momento. Estamos aprendendo a verdadeira confiança através disso, sim, pessoalmente, acho que minha fé também não é tão forte. Eu também estou aprendendo.

O que está acontecendo com os mais vulneráveis ​​em Zhytomyr?

Tentamos ajudar o máximo que podemos. Ajudamos juntamente com a Caritas. Uma das irmãs de outra comunidade ligou e pediu ajuda para preparar as refeições para a defesa civil. Há um padre da Caritas aqui que distribui suprimentos básicos para os mais necessitados. Os voluntários tornaram-se muito organizados. Tudo está se movendo em um ritmo muito rápido. Hoje ligamos para uma senhora que conhecemos cujo marido se alistou na defesa civil para perguntar se havia algo que pudéssemos fazer para ajudar a equipar sua unidade. A mulher nos disse que as pessoas imediatamente ofereceram tanto que têm o suficiente. Todos estão muito envolvidos em ajudar uns aos outros. Há uma grande unidade.

Todos rezamos pela conversão da Rússia e pela conversão daqueles que nos atacaram. O mal está em ação em tudo isso. Devemos vencer o mal com o bem.

Como vocês entendem essa situação?

Oferecemos a Deus em oração. Não entendemos por que fomos atacados. Todos rezamos pela conversão da Rússia e pela conversão daqueles que nos atacaram. O mal está em ação em tudo isso. Devemos vencer o mal com o bem. E assim tentamos fazer isso, entre outras coisas, rezando o Rosário, porque Nossa Senhora pediu a conversão da Rússia. Muitas pessoas estão orando por essa conversão. Também oramos pelos soldados. Para os nossos que nos defendem, mas também para os que estão do outro lado. Há pobreza e desespero também, porque são maridos e filhos. Há pobreza dos dois lados.

Tags:
GuerraOraçãoUcrânia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia