Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 05 Outubro |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Em tempos de guerra, mulheres guerreiras: o exemplo das santas Perpétua e Felicidade

Santas Perpétua e Felicidade

Public Domain

Francisco Vêneto - publicado em 07/03/22

Uma era mãe de recém-nascido, a outra estava grávida: mas nem isso as fez desistir dos seus valores durante uma brutal perseguição

O testemunho de coragem das santas mártires Perpétua e Felicidade foi dado há mais de 1.800 anos, mas continua dramaticamente atual.

O mundo está novamente às voltas com mais uma guerra: de longe, assistimos estarrecidos a cenas covardes e devastadoras que chegam da Ucrânia, entre as quais as que mostram jovens mães com bebês de colo, forçadas a se despedir dos maridos convocados para o campo de batalha, sem qualquer certeza do futuro, à espera de trens que as levem para fora do próprio país, rumo aos desafios de uma vida como refugiadas em terra estrangeira.

Em meio a esse drama da atualidade, a liturgia da Igreja nos recorda neste dia 7 de março duas grandes mulheres, Perpétua e Felicidade, a nobre e a escrava, ambas de fibra extraordinária, ambas resilientes e imensuravelmente fortes diante da ameaça de morte por causa da fé.

A nobre e a escrava

Perpétua era filha de uma família nobre e tinha um filho recém-nascido. Felicidade era escrava e estava grávida. As duas mães do norte da África foram presas por serem cristãs, durante uma das muitas épocas de perseguição brutal contra os seguidores de Jesus – dessa vez, promovida pelo imperador Severo.

Na prisão em Cartago, onde fizeram questão de ser batizadas, as duas amigas deram prova de coragem e fé sólida.

Felicidade recebeu a graça que tanto tinha suplicado a Deus: a de dar à luz o seu filho antes do dia da execução. Mesmo em meio às dores do parto, ela respondeu ao guarda que a provocava:

“O que sofro agora é fruto da natureza, mas quando for atacada pelas feras, não estarei sofrendo sozinha: Cristo sofrerá por mim!”

Perpétua, no dia do martírio ao lado da amiga Felicidade, também registrou:

“Permanecei firmes na fé e guardai a caridade entre vós; não deixeis que o sofrimento se converta em pedra de escândalo”.

O dia do martírio

Segundo uma narração do século III, Perpétua e Felicidade foram jogadas diante de uma vaca brava, às vistas da multidão reunida para assistir ao “espetáculo”. A primeira a ser atacada foi Perpétua, que não se deixou amedrontar e ainda encorajou Felicidade, que estava no chão. Resistentes, as duas foram retiradas da arena pela porta dos gladiadores vitoriosos.

Foi quando Perpétua voltou a si de uma espécie de êxtase: só então ela perguntou se já era hora de enfrentar as feras. Ao saber que ambas já tinham passado pela arena e saído vivas, ela mal pôde acreditar. Mas a multidão clamou pelo retorno das duas mártires, que se deram um beijo da paz e foram reconduzidas ao local em que a sua morte serviria como abjeta “distração” para um público profundamente degenerado.

Felicidade foi decapitada pelos gladiadores. Perpétua, porém, escapou ao primeiro golpe porque o seu carrasco estava tão nervoso que o errou. Ela própria ofereceu então o pescoço e, assim, morreu pela fé ao lado de Felicidade e de outros mártires que no mesmo dia também foram executados.

Tags:
MulherPerseguiçãoSantosTestemunhoUcrânia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia