Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 22 Maio |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Ser justo é muito pouco, é preciso um amor sem medida

shutterstock_1278567226.jpg

sun ok|Shutterstock

Pe. Luigi Epicoco - publicado em 11/03/22

A justiça que o Evangelho nos pede e pela qual seremos julgados é a mesma que Cristo nos mostrou e é extrema, radical, excessiva, como o amor

Para o Evangelho, ser justo é muito pouco, devemos ser mais do que justos:

Eu, porém, digo-vos: todo aquele que se irar contra o seu irmão será submetido a julgamento.

A justiça deste mundo coincide com o simples cumprimento das regras. É uma justiça que antes de tudo salva a forma. Mas a verdade é que a justiça do Evangelho vai além até mesmo das medidas das regras e da forma. É uma justiça que vai à substância das coisas, e muitas vezes essa substância está escondida de uma leitura meramente superficial da vida.

Dever

Cumprir o dever nos torna justos, mas amar o que fazemos nos torna cristãos. É o amor que faz a diferença. Não basta não matar alguém com as próprias mãos. Lembre-se de que há muitas maneiras de matar seu irmão.

Por exemplo, ignorá-lo, esquecê-lo, denegri-lo, falar mal, mostrar aos outros suas fraquezas, ridicularizá-lo.

Não encontramos todas essas coisas no Código Penal, mas diante da Palavra de Jesus cada uma dessas coisas é gravíssima. Pode parecer exagero, mas a verdade é que o Evangelho vive por essa medida exagerada.

É por isso que há necessidade de uma inteligência muito mais profunda no julgamento das coisas. É essa inteligência que nos lembra que não faz sentido oferecer algo a Deus se você tem pendências com seu irmão. Deus olha para a nossa capacidade de amar, não para a nossa capacidade de cair de pé.

Evangelho segundo São Mateus 5,20-26

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Se a vossa justiça não superar a dos escribas e fariseus, não entrareis no reino dos Céus. Ouvistes que foi dito aos antigos: “Não matarás; quem matar será submetido a julgamento”. Eu, porém, digo-vos: todo aquele que se irar contra o seu irmão será submetido a julgamento. Quem chamar imbecil a seu irmão será submetido ao Sinédrio, e quem lhe chamar louco será submetido à geena de fogo. Portanto, se fores apresentar a tua oferta ao altar e ali te recordares que o teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa lá a tua oferta diante do altar, vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão e vem depois apresentar a tua oferta. Reconcilia-te com o teu adversário enquanto vais com ele a caminho, não seja caso que te entregue ao juiz, o juiz ao guarda, e sejas metido na prisão. Em verdade te digo: não sairás de lá, enquanto não pagares o último centavo».

Tags:
BíbliaMeditaçãoOração
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia